top of page
  • by Brunelson

Radiohead: a gravação de uma música que fez o vocalista Thom Yorke ser “semi-expulso” do estúdio


Combinando experimentação com melancolia, RADIOHEAD remodelou e impulsionou uma nova onda de rock para o mainstream. 


Três décadas se passaram desde o seu disco de estreia, mas o som inovador do grupo manteve uma influência inabalável na cena alternativa, vendo seu avanço a partir do álbum "OK Computer" (3º disco, 1997) com suas melodias intrincadas, instrumentação em camadas e letras introspectivas, que foram aclamadas pela crítica e remodelaram o cenário do rock alternativo. Além dos temas desse álbum tratando sobre alienação moderna, impacto da tecnologia na sociedade e reflexão existencial, que solidificariam seu status como pedra angular de um toque cultural.


Seguindo o caminho, RADIOHEAD corajosamente entraria em territórios desconhecidos com os álbuns "Kid A" (4º disco, 2000) e "Amnesiac" (5º disco, 2001). Esses álbuns partiram de estruturas musicais não convencionais, abraçando texturas eletrônicas, melodias fragmentadas e temas líricos surreais.


Em 2007, eles revolucionaram ainda mais a indústria musical com o lançamento via download no estilo "pague o quanto você quiser" do álbum "In Rainbows" (7º disco), que desafiou os métodos tradicionais de distribuição e venda. Esse movimento ousado consolidou ainda mais seu status de pioneiros na expressão artística e na disrupção da indústria. 


E a canção que encerra esse álbum, "Videotape", captura um homem moribundo se despedindo de sua amada através de uma gravação em uma fita de vídeo-cassete: “Teríamos dias em que houve grandes avanços quando estávamos gravando esse disco, mas de repente, não tínhamos nada!”, disse o vocalista Thom Yorke para a revista britânica New Music Express em 2007. “Pra mim, a música 'Videotape' foi um grande avanço e tentamos de tudo nesta canção".


Durante o processo de gravação, Yorke também relembrou como sua atitude no estúdio de gravação querendo aperfeiçoar esta canção com suas ideias, quase fez com que ele fosse totalmente "expulso" do estúdio: “Estávamos procurando por algo que tivesse um efeito real em nós, um impacto emocional, sabe? E isso aconteceu quando estávamos gravando a canção 'Videotape', tipo, eu fui semi-expulso do estúdio por ser uma influência negativa”.


Yorke finalizou: “Voltei um pouco pior do que já estava por volta das 23:00hs da noite e Jonny Greenwood (guitarrista) e Nigel Godrich (produtor) fizeram algumas mudanças na música que me levou às lágrimas, me surpreendendo positivamente. Eles eliminaram todas as bobagens que eu estava tentando acumular na canção e o que restou foi este sentimento bastante puro na gravação final”.


"Videotape"







































Comments


Mais Recentes
Destaques
bottom of page