• by Brunelson

05 bandas que odiaram os seus maiores sucessos


Um marco surpreendentemente comum na história da música é quando os artistas de fama internacional passam a odiar a própria música que os ajudaram a criar uma plataforma importante para crescer.


Bandas como NIRVANA e RADIOHEAD falam sobre o seu desdém por uma certa música que a maioria das pessoas os associam, um material que, mais comumente, não chega nem perto do topo de seus melhores trabalhos, mas ainda atuam sob o título de hit mundial.

Ter um hino que se torna maior do que o artista é a definição de uma espada de dois gumes. Por um lado, a música atingiu uma infinidade de pessoas que antes não entrariam em contato com os seus fãs de trabalho, um fator que significa shows maiores e uma oportunidade de levar a sua banda para o próximo nível.

Por outro lado, estes shows maiores começam a ficar cheios de pessoas que compram ingressos na esperança de ouvir somente aquela música e no final das contas, passam a noite toda gritando para você tocá-la ao invés de se envolver com o processo musical e prejudicando a introjeção sonora da atmosfera como um todo.

Portanto, dentre vários exemplos que poderíamos citar, segue uma lista de somente 05 bandas que passaram a odiar o seu maior sucesso.

Banda: R.E.M

Música: "Shiny Happy People" (7º disco, "Out of Time", 1991)

Na primeira audição, esta canção surge como uma grande faixa pop alegre.


Na verdade, essa afirmação é um contraste gritante com o tipo de música que o público em geral associaria a ser o molde do R.E.M, referenciando canções com letras mais sérias como "Everybody Hurts" ou "Losing My Religion" como exemplos principais, mas a música "Shiny Happy People" se tornou um sucesso monstruoso.

Esta canção foi lançada em 1991, dois anos após o levante da Praça Tiananmen, quando o governo chinês reprimiu os manifestantes estudantis matando centenas de pessoas no processo, num evento que deixou uma cicatriz na humanidade desde então.

Com a música usando a frase "Shiny Happy People" que eles tiraram de pôsteres de propaganda chinesa, começou uma tentativa de enganar o mundo e fazê-lo acreditar numa imagem muito diferente do que estava acontecendo sob o regime chinês no início dos anos 90.

O vocalista Michael Stipe chamou esta canção de "uma música realmente grudenta, tipo chiclete", quando foi entrevistado pelo site The Quietus. Mais tarde, ele admitiu que ficou um pouco envergonhado quando se tornou um grande sucesso por causa do seu som alegre na superfície, o qual não estava de acordo com o tipo de artista que ele queria se tornar.

A música já foi considerada também como tema do seriado de TV, "Friends", que teria colocada a canção numa trajetória ainda mais selvagem no ramo popular.

“A ideia do R.E.M de muitas pessoas, e minha em particular, é muito séria, sendo eu um tipo de poeta muito sério”, afirmou Stipe. "Mas eu também sou muito engraçado, bom, pelo menos os meus companheiros de banda pensam assim, assim como a minha família, então, eu devo ser mesmo, mas isso nem sempre transparece nas músicas. As pessoas têm essa ideia de quem eu sou provavelmente porque quando falo para a câmera, estou trabalhando tão sério para articular os meus pensamentos que pareço muito intenso”.


Banda: THE WHO

Música: "Pinball Wizard" (4º disco, "Tommy", 1969)

"Pinball Wizard" é uma das melhores canções do THE WHO, que foi um ponto alto em seu magistral álbum conceitual, "Tommy", e também foi um sucesso comercial em ambos os lados do Atlântico.


A maioria dos fãs do THE WHO terá a música "Pinball Wizard" em suas listas das principais canções do grupo, mas o compositor dessa música, o guitarrista Pete Townshend, pensa de outra forma sobre este clássico genuíno do rock'n roll.

Ao descrever a composição da música, Townshend disse uma vez em entrevista: “Eu parei e pensei: 'Oh, meu Deus, isso é horrível! É a linha de guitarra mais desajeitada que já criei... Estou envergonhado'. Eu rabisquei algumas coisas e pensei que seria um fracasso total, mas eu continuei mesmo assim”.

Ele continuou: "Eu ainda estava pegando algumas ideias, gravei uma demo dela, levei para o estúdio e todos adoraram! Damon Lyon-Shaw - o engenheiro de som do álbum 'Tommy' - me disse: 'Pete, isto é um sucesso!' Todos estavam muito animados e de repente pensei: 'Será que compus um sucesso? Ou foi só porque a única pessoa que conhecíamos e mostramos a música nos daria uma boa crítica, porque ele era fanático por pinball?'"


Banda: RADIOHEAD

Música: "Creep" (1º disco, "Pablo Honey", 1993)

O hino da banda inglesa RADIOHEAD, a canção "Creep", uma música que é sem dúvida o maior sucesso da banda, continua a ser uma fonte repetida de angústia para o grupo. Dada a abundância de obras-primas criadas ao longo de uma carreira de 35 anos, o fato desta canção ser frequentemente o foco da atenção das pessoas é uma frustração repetida ao grupo. A canção "Creep" se tornou um hit underground para a banda nos EUA, que remonta a uma faculdade californiana que adicionou a música a uma lista de reprodução de rádio na cidade de San Francisco. Uma versão pirata desta música foi lançada nas estações das rádios universitárias e gradualmente tornou-se um hino do rock alternativo americano.

Ao longo dos próximos anos de turnê, a banda começou a perder a paciência com a música e com o tipo de clientela que ela atraía para os seus shows: “Parecíamos estar vivendo os mesmos quatro minutos e meio de nossas vidas indefinidamente. Aquilo incrivelmente nos esgotou”, disse o guitarrista Johnny Greenwood sobre as primeiras turnês do RADIOHEAD, até mesmo se lembrando de como os membros do público gritavam por "Creep" e saíam do show imediatamente após a apresentação desta canção.

Durante a turnê do álbum "OK Computer" (3º disco, 1997), o vocalista Thom Yorke tornou-se hostil quando "Creep" foi mencionada em entrevistas e então, nas semanas seguintes, começou a recusar pedidos para tocá-la nos shows. Uma noite na cidade de Montreal, Canadá, as coisas pioraram quando Yorke gritou para o público: "Foda-se, estamos cansados dessa música".


Banda: NIRVANA

Música "Smells Like Teen Spirit" (2º disco, "Nevermind", 1991)

NIRVANA foi impulsionado a jato para o estrelato graças ao videoclipe da canção "Smells Like Teen Spirit" estar em rotação constante durante praticamente todos os anos em que a MTV realmente exibia vídeos musicais como prioridade.


O clipe foi a destilação do crescente movimento grunge nos EUA e deixou o NIRVANA remando na corrente principal, que eram águas nas quais não se sentiam tão confortáveis assim para nadar.

“Todo mundo se concentrou muito nessa música”, disse Kurt Cobain certa vez para a revista Rolling Stone. “O motivo de ter uma grande reação é que as pessoas o viram na MTV 01 milhão de vezes e foi martelada em seus cérebros".

Kurt finalizou: "Em uma noite ruim, mal consigo entender a música 'Smells Like Teen Spirit'. Eu literalmente quero jogar a minha guitarra no chão e tenho vontade de ir embora quando eu tenho que toca-la nos shows... Não posso fingir que estou me divertindo tocando essa canção".


Banda: LED ZEPPELIN

Música: "Stairway to Heaven" (4º disco, "IV", 1971)

Este clássico, lançado no final de 1971, foi criado pelo vocalista Robert Plant e seu colega de banda, o guitarrista Jimmy Page, para o 4º álbum de estúdio do LED ZEPPELIN e é considerada por muitos como uma das maiores canções de rock de todos os tempos.


Porém, uma das pessoas que não considera ela como um dos pontos altos do rock ‘n’ roll é o próprio Robert Plant, que não sente nada com relação às letras.

Enquanto era entrevistado pela rádio UCR como parte do seu programa chamado Nights em 2019, Plant disse: “A construção dessa música, quero dizer, a construção musical real é muito boa. É um daqueles momentos em que ela realmente aguenta sem um vocal e ficará de pé novamente se não tiver vocal nenhum... Tenho certeza disso, porque é uma bela peça musical”.


  • Facebook Social Icon
Mais Recentes
Destaques