• by Brunelson

Radiohead: o hino indesejado da banda, a música "Creep"


O hino da banda inglesa RADIOHEAD, a canção "Creep" (1º disco, "Pablo Honey", 1993), uma música que é sem dúvida o maior sucesso da banda, continua a ser uma fonte repetida de angústia para o grupo.


Dada a abundância de obras-primas criadas ao longo de uma carreira de 35 anos, o fato desta canção ser frequentemente o foco da atenção das pessoas é uma frustração repetida ao grupo.

Quando a música foi lançada em 1993, catapultou a banda de um ato relativamente obscuro, conhecido e respeitado como parte da cena musical alternativa da Grã-Bretanha, para um grupo de hit com fama internacional.

Entretanto, com o passar dos anos, RADIOHEAD provou que eles são tudo, menos este rótulo.

A canção "Creep" se tornou um hit underground para a banda nos EUA, que remonta a uma faculdade californiana que adicionou a música a uma lista de reprodução de rádio na cidade de San Francisco. Uma versão pirata desta música foi lançada nas estações das rádios universitárias e gradualmente tornou-se um hino do rock alternativo americano.

Ao longo dos próximos anos de turnê, a banda começou a perder a paciência com a música e com o tipo de clientela que ela atraía para os seus shows: “Parecíamos estar vivendo os mesmos quatro minutos e meio de nossas vidas indefinidamente. Aquilo incrivelmente nos esgotou”, disse o guitarrista Johnny Greenwood sobre as primeiras turnês do RADIOHEAD, até mesmo se lembrando de como os membros do público gritavam por "Creep" e saíam do show imediatamente após a apresentação desta canção.

Durante a turnê do álbum "OK Computer" (3º disco, 1997), o vocalista Thom Yorke tornou-se hostil quando "Creep" foi mencionado em entrevistas e então, nas semanas seguintes, começou a recusar pedidos para tocá-la nos shows. Uma noite na cidade de Montreal, Canadá, as coisas pioraram quando Yorke gritou para o público: "Foda-se, estamos cansados dessa música".

Essa turnê seria a última vez que o RADIOHEAD teria a ideia de tocar a canção "Creep" até o encore break de um show em 2001, uma apresentação de retorno para casa em South Park, Oxford, depois que uma falha do equipamento interrompeu a apresentação de outra música e eles apresentaram uma versão improvisada de "Creep" no lugar.

Então, RADIOHEAD escondeu a música por 08 anos até que surpreendentemente tocaram a música "Creep" como canção de abertura de sua icônica performance no Reading Festival em 2009. A música mais uma vez voltou das sombras até a turnê de 2017 para o último álbum lançado desde então, "A Moon Shaped Pool" (9º disco, 2016), quando um fã passou a maior parte do show gritando por "Creep" e posteriormente a banda decidiu "tratar bem" o público só "para ver qual seria a reação, apenas para ver no que iria dar".

Com um pouco de vigor renovado, a banda tocou novamente a canção "Creep" durante o encore break de sua apresentação como headliner do Glastonbury Festival em 2017. Após essa apresentação, o outro guitarrista da banda, Ed O’Brien, disse nesta mesma entrevista: “É bom tocar pelos motivos certos. As pessoas gostam e querem ouvir... Erramos em não tocar todo esse tempo, porque não queríamos que parecesse show business”.

Na mesma entrevista, Yorke concluiu: “Pode ser legal às vezes, mas outras vezes eu simplesmente quero parar no meio da canção e tipo: ‘Não, isso não está acontecendo’”.

É certo que esta aceitação por parte da banda veio com o passar da idade.

Situações semelhantes aconteceram com várias outras bandas e artistas na história do rock'n roll. Tirando exemplos de seus contemporâneos, PEARL JAM rejeitou por quase 01 década tocar as músicas "Alive", "Jeremy" e "Black" em seus shows. Creio que de 2005 em diante, elas retornaram como figurinhas carimbadas nos setlists.

O mesmo já estava acontecendo com as músicas "Smells Like Teen Spirit" e "Come as You Are" do NIRVANA, onde a banda não aguentava mais tocar estas canções em todos os shows, às vezes sabotando-as, tocando erradas de propósito ou nem incluindo no show - vide o último concerto do grupo no dia 1º de março de 1994 na cidade de Munich, Alemanha.

Através dos anos, RADIOHEAD começou a tocar novamente a música "Creep" e entender o quão afortunado é por ter uma música tão universalmente amada como ela é, mas o mais importante, eles ainda não estão dispostos a serem definidos por ela.

Confira o videoclipe da canção "Creep" do RADIOHEAD:


  • Facebook Social Icon
Mais Recentes
Destaques

2016 by RockInTheHead