top of page
  • by Brunelson

Nirvana: análise de quase todas as canções - "Stay Away"


E então, chegamos na música mais subestimada do álbum "Nevermind" (2º disco, 1991).


Aqui segue o que seria o único lado-b do álbum e que raramente foi tocada nos shows, a música "Stay Away", que apesar dos comentários precedidos, mesmo assim é uma baita sonzeira.


E pelo menos em gravações oficiais, podemos vislumbra-la somente no lendário show do NIRVANA realizado no Reading Festival em 1992, Inglaterra.


A parte de destaque fica para o final, onde Dave Grohl "destrói" a sua bateria com viradas encarnadas que fazem parecer a bateria virar um punhado de farelos. Me lembro como essa parte nos impressionava na época em que esse disco foi lançado, onde adolescentes famintos ficavam esperando o final da canção para curtir essa maravilha de bateria.

A canção "Stay Away" se originou sob o título de "Pay to Play", que era um lamento sobre a cultura da época (até hoje) em que bandas de garagem precisam desembolsar dinheiro para fazer shows.

Essa foi uma das primeiras músicas do novo lote de canções que Kurt Cobain havia criado para serem incluídas no álbum "Nevermind".

E novamente, se o NIRVANA continuasse em atividade, essa música (assim como outros lados-b) poderia ser apresentada em um show ali e outro aqui...


Confira as resenhas das outras músicas que o site rockinthehead já publicou:






















































Comentários


Mais Recentes
Destaques
bottom of page