• by Brunelson

Nirvana: breve análise de quase todas as canções - "Smells Like Teen Spirit"


Se você já possui uma certa idade, então a primeira vez que você ouviu a clássica música "Smells Like Teen Spirit" pode muito bem ter ficar gravado em sua mente para sempre.


Estamos olhando para o mega-hit de 1991 do NIRVANA e que foi o single do álbum "Nevermind" (2º disco, 1991). As suas origens inegavelmente joviais, que desmentem o grande sucesso que se tornou para o NIRVANA, viria também a se tornar uma pedra amarrada ao redor do pescoço de Kurt Cobain e um hino para uma geração inteira.


A música se tornou icônica e é uma gigante da cultura alternativa.


O sucesso do grunge tornou-se um hino de marcha para os jovens marginalizados, enquanto eles marcavam o seu caminho para a nova década que se iniciava. Era uma música que faria parte da chamada geração X.


Embora o valor desta canção como um crescendo da contra-cultura se deteriorasse com a sua popularidade em massa, graças em grande parte à ambivalência da MTV, o título da música foi absorvida como uma coisa de protesto orgânico, um mal-entendido genuíno e tudo regado com um pouco de piada.


Seis meses antes desta canção ter ficado famosa, numa certa noite, Cobain "copiaria" tanto um riff de uma música da banda BOSTON, quanto iria desenvolver a sua canção na fórmula do PIXIES. Kurt Cobain também faria o baixista do NIRVANA, Krist Novoselic, tocar várias vezes a música até que todos (Novoselic e o baterista Dave Grohl) gostassem da canção.


Referente a origem do nome da canção "Smells Like Teen Spirit", Cobain estava bebendo com a vocalista do BIKINI KILL e sua amiga de longa data, Kathleen Hanna. A dupla escolheu dividir uma garrafa de uísque e colocar o mundo em ordem, algo com o qual todos podemos nos relacionar...


Com o mundo parecendo longe de ser correto para os dois bebedores de uísque, ambos estavam ansiosos para expressar as suas frustrações reprimidas e se concentraram no tema do aborto em adolescentes, algo que não era tão liberal quanto parecia na época. De acordo com a vocalista do BIKINI KILL, o discurso da sociedade era de que “se os adolescentes fizessem abortos todos iriam para o inferno”.


Sempre ativista, Kurt Cobain evidentemente concordava com a indignação de sua amiga e ficou mais do que feliz em acompanhar Hanna em uma missão benevolente.


A dupla partiu em sua missão secreta e bêbada: pichar os muros do centro da cidade de Olympia (próxima a Seattle, onde Kurt morava) e mostrar à sociedade como a nova geração se sentia sobre os seus modos conservadores. Hanna e Cobain pegaram as suas latas de tinta spray e rabiscaram generosamente as paredes da cidade com mensagens garrafais de protesto.


Vitoriosos e cobertos de tinta, eles voltaram ao apartamento de Cobain em Olympia para mais bebida...


A dupla estava tonta quando Hanna, pouco antes de desmaiar, usou um marcador de texto para escrever na parede do quarto de Kurt Cobain: “Kurt cheira a espírito jovem”.


Como todos já sabem, "Teen Spirit" é um desodorante feminino popular no início dos anos 90 e ainda é fabricado até hoje.


Hanna escreveu a frase como uma ironia a Kurt por usar o desodorante da namorada dele, a baterista do BIKINI KILL, Tobi Vail, e uma "provocação" de que Cobain estava passando muito tempo com ela, já se tornando parte dela e adquirindo o mesmo cheiro.


Cobain acordou no dia seguinte com aquela baita ressaca para visualizar a escrita na parede do seu quarto e achar tudo divertido, bem como um novo título de música inspirador para ele que se alojou em algum lugar no seu cérebro.


Sem Kurt Cobain saber, já existia uma marca de desodorante com o nome Teen Spirit e o frontman do NIRVANA interpretou a pichação de sua amiga como uma observação sobre o seu espírito livre e de atitudes libertinas - todos nós também já passamos por isso.


Cobain lembrou mais tarde numa entrevista: “Eu considerei aquilo como um elogio. Achei que fosse uma reação à conversa que estávamos tendo, mas na verdade significava que eu cheirava a desodorante. Eu não sabia que este desodorante existia até meses depois que o single foi lançado, sabe? Eu nunca usei nenhuma colônia ou desodorante desta marca".


Seja qual for a forma como surgiu o título da música ou mesmo a própria canção, não há como negar que a música "Smells Like Teen Spirit" é um hino eterno, onde até o baterista do METALLICA, Lars Ulrich, já disse em seu próprio programa de rádio que esta é a canção/hino dos anos 90.


É indiscutível que é a música do NIRVANA que teve o maior impacto na banda, no mundo, nas próximas décadas do rock e na saúde mental do homem que a escreveu - tanto positivo quanto negativamente falando.


Além de gerar um dos momentos ao vivo na TV mais emocionantes já vistos, quando o grupo a apresentou no programa de auditório da TV americana, Saturday Night Live, exatamente no mesmo dia em que o NIRVANA era nº 1 no mundo inteiro - tirando Michael Jackson do topo das paradas e outros artistas que já tinham sido abraçados pelo mainstream.


Sabemos também que Kurt Cobain morreu odiando esta canção e não a tocando nos shows, ou sabotando-a ou tocando de forma descompromissada (no último show da banda ela não foi tocada). Dado que nenhum fã hardcore do NIRVANA a escolhe como a sua música favorita da banda, mas 100% das pessoas que estão lendo esta matéria sabem que é uma canção do NIRVANA.


Além do impacto inicial que a música "Smells Like Teen Spirit" ocasionou nas pessoas em sua primeira escuta (para sempre na memória), talvez outra maneira interessante de abordar esta canção seria curtir as inúmeras maneiras que Kurt Cobain encontrou para estraga-la quando a apresentava nos shows.


Seja na versão toda "cagada" com a introdução do riff que Cobain "plagiou" da canção "More Than a Feeling" da banda BOSTON, no lendário Reading Festival em 1992, na performance a la Jim Morrison quando o NIRVANA foi obrigado a se apresentar por playback num programa de auditório da TV inglesa, ou na versão com o trompete de Flea (baixista do RED HOT CHILI PEPPERS) fazendo os solos nas duas apresentações do NIRVANA no Hollywood Rock Brasil em 1993.


Esses e outros atos de auto sabotagem foram o que tornou Kurt Cobain e o NIRVANA tão absurdamente marcantes em atitudes na história do rock.

Confira as resenhas das outras músicas que o site rockinthehead já publicou:


"Escalator to Hell"


"Big Long Now"


"Here She Comes Now"


"Heart Shaped Box"


"Grey Goose"


"Bambi Slaughter"

  • Facebook Social Icon
Mais Recentes
Destaques

2016 by RockInTheHead