top of page
  • by Brunelson

Nirvana: análise de quase todas as canções - "Scentless Apprentice"


Apresentando a melhor introdução para qualquer música do NIRVANA, a melhor bateria de qualquer música do NIRVANA, um dos melhores riffs de qualquer música do NIRVANA (escrito pelo baterista, Dave Grohl), o maior grito de Kurt Cobain já gravado em estúdio e algumas letras realmente estranhas inspiradas no romance de 1985 de Patrick Suskind, o livro "Perfume".

Estamos falando da música quebraceira, "Scentless Apprentice", lançada no disco "In Utero" (4º e último trabalho de estúdio, 1993), sendo que este é um exemplo de como algumas versões ao vivo de uma canção soa muito melhor da forma que ficou gravada no estúdio.

Kurt Cobain surgiu na cena rock com uma atitude desenfreada anti-establishment. Ele não era apenas um livre pensador e amante da filosofia, mas também tinha uma sincera obsessão pela palavra escrita. Um letrista supremo, os livros favoritos de Cobain sempre foram um ponto de interesse para os fãs do NIRVANA.

Cobain sempre ficou mais do que feliz em compartilhar uma lista dos seus livros favoritos. Para aqueles que desconhecem, poderiam ser apenas pedaços literários de faculdade, mas em sua coleção havia escritores impactantes com obras progressivas, como William S. Burroughs, talvez o maior herói literário de Cobain.

O frontman do NIRVANA costumava ser muito aberto sobre as suas influências literárias ao longo de sua vida. Essa tendência continuou até pouco antes do seu trágico falecimento em abril de 1994 e numa de suas entrevistas finais ele foi questionado sobre os livros que inspiraram as letras de suas músicas e a sua vida. Dentre alguns, um livro em particular sobre o qual ele não podia deixar de falar foi "Perfume", de Patrick Suskind.

É um romance histórico de terror que segue um aprendiz de perfumista que possui um super sentido de olfato e ao mesmo tempo não possui odor próprio. É um conto clássico de isolamento social que talvez ressoasse com a crescente desconexão que Cobain estava experimentando em sua vida versus fama. O livro acompanharia Cobain em muitas turnês e inspirou diretamente a música "Scentless Apprentice" - já visto pelo título.

“Eu li o livro 'Perfume' de Patrick Suskind cerca de 10 vezes na minha vida e não consigo parar de ler. É como algo que está guardado no bolso da minha calça o tempo todo e simplesmente não sai de mim”, havia dito Cobain em suas últimas entrevistas. No entanto, esta canção é na verdade creditada a todos os 03 membros da banda, com Cobain observando numa entrevista para a MTV que foi Dave Grohl quem criou a batida e o riff da música.

Na verdade, Grohl abordou Cobain com a batida, com Cobain pensando que era um pouco abaixo da média, muito simples e "meio boba". Mas eles perseveraram e produziram uma das melhores músicas do disco "In Utero" (nem todos irão concordar), bem como uma das canções favoritas de Dave Grohl do NIRVANA.

Já como frontman do FOO FIGHTERS em entrevista para a revista Mojo em 2010, Grohl falou: “Uma das minhas letras favoritas em uma música do NIRVANA, a qual é obscura pra caralho e não tinha percebido o peso desta canção até me sentar no sofá da minha casa em Seattle para escutar as primeiras mixagens do álbum 'In Utero', é a linha de 'Scentless Apprentice', onde Kurt canta: 'Você não pode me demitir / Porque eu caí fora'".

“Se há uma linha em qualquer música do NIRVANA que me dá arrepios, é essa”, concluiu Grohl, observando a gravidade de Cobain cantando essas linhas inflamatórias, reforçando ainda mais as letras das músicas do disco "In Utero", consideradas como o testamento final de Cobain.


Grohl concluiu: “Talvez todas aquelas coisas que as pessoas (mídia) escreveram sobre Kurt, o colocaram em um canto do qual ele não conseguia mais sair”.


Confira as resenhas das outras músicas que o site rockinthehead já publicou:












































Comentários


Mais Recentes
Destaques
bottom of page