top of page
  • by Brunelson

Nirvana: análise de quase todas as canções - "Blandest"


Nos meses de junho e julho de 1988, NIRVANA retornava ao estúdio do produtor Jack Endino em Seattle, o Reciprocal Recording Studios, para gravar músicas novas visando o seu 1º álbum de estúdio, "Bleach", que seria lançado somente em 1989.

Foi nesse estúdio 06 meses antes em janeiro de 1988, que o NIRVANA havia gravado a sua 1ª fita demo, contendo versões que seriam lançadas no disco "Bleach", no álbum "Incesticide" (3º trabalho de estúdio, 1992) e outras que não seriam incluídas em nenhum álbum de estúdio - todas com Dale Crover na bateria, baterista desde sempre do MELVINS e que estava "quebrando o galho" para o NIRVANA por um tempo.

Em maio de 1988, Chad Channing entra na banda como novo baterista (ele foi o 4º com passagem fixa no NIRVANA) e gravaria a bateria na maioria das canções lançadas no disco "Bleach". Em um período de 06 meses, NIRVANA estava novamente gravando com Jack Endino e tinha 02 metas a cumprir naquele período.

Eles estavam para lançar o seu 1º single na carreira, que seria o cover "Love Buzz" da banda holandesa, SHOCKING BLUE. E como lado-b, o grupo estava na dúvida entre 02 músicas...

A bendita da escolhida foi a canção "Big Cheese" e a gravação deste raro single foi retirada exatamente desta session no estúdio (essas músicas seriam incluídas no álbum "Bleach").

E foi aqui também que eles retiraram a gravação da canção "Spank Thru", lançada na coletânea chamada "Sup Pop 200", que na época a lendária gravadora independente de Seattle, a Sub Pop, lançou com músicas de vários de seus artistas contratados. Esta canção não seria incluída em nenhum álbum da banda e diz a lenda ter sido a 1ª música que Kurt Cobain criou para o NIRVANA.

Mas voltando ao 1º single do grupo, a outra canção que eles queriam colocar como lado-b era "Blandest", que também não seria incluída em nenhum álbum e se tornaria mais uma das várias joias que os fãs iam pescando aqui e ali no decorrer dos anos 90 através de fitas-cassete pirata. Curtindo NIRVANA desde 1991, a viagem só ia cada vez mais longe, sem saber na época de qual período ou ano se tratava cada canção inédita que a nossa turma ia descobrindo...

E a pedido de Jack Endino, a canção "Blandest" não foi escolhida, conforme seu relato escrito no mega box de inéditas, raridades e covers do NIRVANA, "With The Lights Out" (2004), onde essa música ganharia o seu lançamento oficial:

"Eles estavam planejando que o lado-b do single fosse a música 'Blandest', mas eu disse a eles: 'Olha, pessoal, o single de vocês já é um cover, então, vocês vão querer que a 1ª canção original que as pessoas ouçam de vocês cause mais impressão e a música 'Big Cheese' é muito mais animada'".

A canção "Blandest" é liricamente intrigante, com uma crítica muito óbvia a alguém para quem Kurt Cobain não queria perder o seu tempo: “Eu preciso de você por perto / Para me lembrar o que não devo me tornar” (há uma rima em "not to become" com "calm").


Confira as resenhas das outras músicas que o site rockinthehead já publicou:













































Comments


Mais Recentes
Destaques
bottom of page