top of page
  • by Brunelson

Jimi Hendrix: a história sobre a sua guitarra preferida, a Black Beauty


A guitarra mais associada a Jimi Hendrix é a Fender Stratocaster branca de 1968 - carinhosamente chamada de Izabella - mais famosa por ser usada pelo músico em sua apresentação que definiu uma época no Woodstock Festival em 1969. Essa guitarra está tão ligada a Hendrix que a Fender até lançou um modelo de sua cópia, completo com cabeçote reverso e permitindo aos fãs viver os seus sonhos possuindo tal instrumento da mesma forma que Hendrix tocava.


No entanto, segundo todos os relatos, esse machado elétrico não era o favorito do maior guitarrista de todos os tempos. A menina musical dos seus olhos era outra Fender Stratocaster, a modelo de 1968 preta que ele rotulou de Black Beauty.

Black Beauty é uma guitarra Fender com acabamento preto e escudo branco. Uma das várias Stratocasters que o nativo de Seattle possuía, essa guitarra é famosa por ser amplamente creditada como a sua preferida de sua coleção, como evidenciado pelos relatos de pessoas mais próximas a Hendrix.


Na tarde de 17 de setembro de 1970 – um dia antes de sua morte – a namorada de Hendrix, Monika Dannemann, tirou fotos dele tomando chá e segurando a Black Beauty. Ele estava em um jardim, segurando a guitarra no seu colo e transmitindo total devoção (foto).

Alguns anos antes, em 1967 - o ano de sua ascensão meteórica - Hendrix descreveu as guitarras Fender Stratocaster como “a melhor guitarra versátil para o que estamos fazendo”. Ele então elogiou os “agudos brilhantes e graves profundos” que oferecia, que não foi surpresa que ele tenha acumulado tal coleção e se tornado um dos músicos mais associados a ela.

Essa Black Beauty foi fabricada em 1968, apenas 03 anos depois que a CBS tinha comprado a Fender. Ironicamente, fãs e colecionadores consideram as guitarras dessa época menos atraentes, já que a nova empresa-mãe introduziu mudanças no modelo, consideradas como uma diminuição de sua potência se comparada aos lançamentos anteriores.

Por exemplo, essa Fender Stratocaster de 1968 veio com um novo logotipo e cabeçote da Fender. O primeiro apresentava letras mais grossas em preto com contorno dourado, alterando o esquema dourado com contorno preto usado no período de transição entre 1964 à 1968. Já o novo cabeçote ficou maior para acomodar o novo logotipo. A guitarra preferida de Hendrix também mostra várias marcas de queimaduras de cigarro que ele colocava entre as cordas e os cabeçotes.


A Black Beauty foi vista pela 1ª vez ao vivo com Hendrix no Civic Auditorium em Bakersfield, Califórnia, em 26 de outubro de 1968. Depois, foi apresentada no programa de TV, A Happening For Lulu, em janeiro de 1969. Ele então tocou com ela no Royal Albert Hall (Londres) em fevereiro e no Madison Square Garden (New York) em maio de 1969, assim como no Fillmore East em janeiro de 1970 e no Atlanta Pop Festival em julho daquele mesmo ano - ambos nos EUA.

A Black Beauty foi usada consistentemente ao longo dos últimos 02 anos de vida de Hendrix e também apareceu na capa do disco ao vivo de Jimi Hendrix, "Band of Gypsys" (1970). No entanto, a apresentação mais icônica de Hendrix com essa guitarra foi no Isle of Wight Festival em 31 de agosto de 1970 (Inglaterra), menos de 01 mês antes de sua morte prematura.

Após a morte de Hendrix, em 18 de setembro de 1970, a guitarra acabou nas mãos de Monika Dannemann, a última pessoa a vê-lo vivo, permanecendo sob sua propriedade até o seu falecimento em 1996. Na época, ela era casada com Uli Jon Roth, guitarrista da banda SCORPIONS. Embora isso tenha levado muitos a acreditar que Roth é o atual guardião do instrumento, ao ser entrevistado uma vez pelo site The Metal Voice em 2019, ele afirmou que a guitarra pertence ao espólio de Dannemann e não havia planos de vendê-la.

Ele disse: “Muita gente estava atrás daquela guitarra. Paul Allen, o nº 02 da Microsoft, lembro que um dia ele ofereceu cerca de 01 milhão de dólares por essa guitarra, mas Monika recusou. Eu me lembro também de uma pessoa que me telefonou um dia e disse que era algum tipo de traficante árabe ou algo assim, oferecendo cerca de 07, depois 08, até chegar em 09 milhões de dólares pela guitarra. Eu disse a ele: 'Me diga um bom motivo pelo qual deveríamos vender essa guitarra? Porque você sabe que essa guitarra deveria ficar num museu junto com as pinturas mais famosas que há”.

O guitarrista do SCORPIONS finalizou: “A guitarra não é minha, é do espólio da família Dannemann, a qual está guardada num cofre. Tinha muita gente atrás dela, mas um dia eu acho que ela vai acabar sendo exposta da forma como deveria..."



Confira Jimi Hendrix tocando a clássica música "Machine Head" com a sua guitarra Black Beauty, no Isle of Wight Festival em 31 de agosto de 1970:























Comments


Mais Recentes
Destaques
bottom of page