top of page
  • by Brunelson

Eric Clapton: quando arriscou a vida para salvar as suas guitarras


Até onde você iria para resgatar o seu bem mais precioso? A maioria de nós provavelmente faria um seguro confiável e deixaria por isso mesmo, mas há aqueles que iriam muito mais longe do que isso...

Por exemplo, veja Eric Clapton que uma vez arriscou a vida para salvar as suas guitarras.

Tudo aconteceu em 25 de maio de 1996. O famoso guitarrista voltou para casa em Londres para encontrar o último andar da sua casa onde morava em chamas. Ele rapidamente notificou as autoridades e correu para dentro da sua casa para resgatar os seus instrumentos, quebrando todos os códigos de saúde e segurança estabelecidos.

Um Clapton calmamente abalado deu o relato de suas ações logo após o incêndio: “Foi quando voltei de um dia de folga da turnê, abri a porta da frente e a fumaça saiu”, disse ele aos repórteres. “A primeira coisa que fiz foi pegar as minhas guitarras e nenhuma delas havia sido danificadas”.

O incêndio foi posteriormente atribuído a um circuito de iluminação defeituoso. O incêndio, que Clapton passaria a descrever como “terrível, terrível demais”, dizimou completamente o andar superior da sua casa, o que foi uma maravilha Clapton conseguir escapar com as suas guitarras inteiras.

Depois de 03 anos, Clapton decidiu leiloar a coleção de guitarras que havia resgatado, anunciando planos de colocar 100 de suas guitarras sob o martelo do leilão para arrecadar dinheiro para o seu centro de tratamento chamado Crossroads, que fornece reabilitação ambulatorial para usuários de opiáceos.

Assim que fez o anúncio, Clapton percebeu que não suportaria a ideia de perder todas as suas guitarras, especialmente depois de entrar em uma residência em chamas para salvá-las.

E num esforço para salvar uma guitarra em particular para si mesmo, ele fez um lance em seu próprio leilão.

“Percebi que tinha uma guitarra da qual não podia me separar, então, a coloquei em segredo num outro leilão”, disse Clapton mais tarde para o site The Independent. “Não é uma guitarra muito cara, mas eu paguei um preço razoável por ela no leilão, pois ainda queria realmente ficar com ela. É uma guitarra que está em minha casa há anos e eu a pegava para tocar sempre em momentos de grande stress, como um confortável cobertor”.

Clapton nunca revelou qual guitarra ele estava se referindo, mas ele disse que de todas sentiria mais falta de sua Fender Stratocaster "Brownie" de 1956.

De fato, foi essa guitarra preciosa que ele usou para gravar o seu imortal hit de 1971, a música "Layla". Essa guitarra, junto com as dezenas de outras guitarras que ele resgatou das chamas, para Clapton claramente valia o risco.


"Layla"


Comments


Mais Recentes
Destaques
bottom of page