• by Brunelson

Eric Clapton: quando distribuiu guitarras Fender Stratocaster para ícones do instrumento


Eric Clapton e a guitarra Fender Stratocaster são uma verdadeira história de amor para sempre.


Na verdade, Clapton até obteve o seu próprio design exclusivo no que chegou como um momento marcante para conhecida empresa de guitarras, permitindo que uma fonte externa criasse o seu próprio modelo Fender em 1988.


Clapton também desempenhou um papel fundamental em ajudar a tornar a Fender o nome familiar que é e a lendária história das 06 guitarras Stratocaster vintage que ele comprou e distribuiu algumas, criou um nível de satisfação que ficou ligado à marca.

Clapton tocou com uma série de diferentes modelos Fender e Gibson enquanto tocava nas bandas THE YARDBIRDS e no CREAM.


Porém, em 1970, o destino levaria Clapton a pôr os olhos especificamente na guitarra que ele ocuparia no lugar mais próximo do seu coração, enquanto esteve em turnê com a banda Derek & The Dominos.


“Quando eu estava em turnê com o Dominos, fui para a loja Sho-Bud na cidade de Nashville, EUA, que tinha uma pilha de Stratocasters de segunda mão nos fundos da loja. Eu senti como se tivesse entrado em uma mina de ouro”, havia dito Eric Clapton ao jornal britânico Daily Mail em 2013.

As guitarras em questão tinham o inconfundível ar da história, então, ele as agarrou e saiu da loja confortável com as suas compras. Quando voltou para a Inglaterra, decidiu espalhar o amor pela Stratocaster e Clapton lembrou que ele deu “01 guitarra para Steve Winwood, outra para Pete Townshend, outra para George Harrison e as outras 03 guitarras ficaram comigo. Peguei os melhores componentes das outras guitarras restantes e os coloquei somente em uma guitarra”.

“Foi isso que se tornou na Blackie. Algo é mágico sobre esta guitarra e fiquei seriamente apegado a um instrumento. Senti que a Blackie havia se tornado parte de mim. Uma guitarra como a Blackie aparece talvez 01 vez na vida... Toquei 12 anos sem parar com ela nas turnês”, acrescentou Clapton.

As Stratocasters de meados dos anos 50 custaram a Clapton cerca de U$ 100 dólares cada e o ajudaram a criar a sua guitarra definitiva. Ele tirou o corpo de uma Stratocaster 1956 preta que ele gostou do visual, o braço de uma Stratocaster 1957 que ele gostou da sensação e então o ingrediente final foi o pickguard e os componentes eletrônicos de outra Stratocaster que ele achou que soava superior às outras duas.

Assim nasceu a guitarra Blackie de Eric Clapton (foto), que esteve ao seu lado desde o dia em que a criou em 1970.

Quando ele se deparou com essas guitarras em Nashville, a Stratocaster estava completamente fora de moda, o que significava que ele poderia comprá-las por quase nada em comparação com o quanto seriam vendidas hoje e Clapton desempenhou um papel importante no renascimento do instrumento.

O guitarrista entregou a Townshend uma Stratocaster de 1957, que teve uma vida infernal sendo tocada no THE WHO. Esta guitarra Sunburst Stratocaster seria mantida perto do coração de Townshend por 30 anos, até que ele a colocou em leilão em prol da Oxfam em 2000. No entanto, a pessoa que comprou esta guitarra no leilão, na verdade foi um triunvirato formado pelo próprio Townshend, junto com David Bowie e Mick Jagger.

As três lendas do rock presentearam a Stratocaster ao então primeiro-ministro do Reino Unido da época, que gentilmente colocou a guitarra de volta em leilão em prol de caridade. “A guitarra foi generosamente devolvida e estamos colocando-a de volta no leilão”, observou Townshend em 2000. O guitarrista do THE WHO acrescentou: “Assim, agora pode-se dizer que a guitarra pertenceu a Eric Clapton, Pete Townshend, um sindicato de David Bowie-Mick Jagger-Pete Townshend e o primeiro-ministro do Reino Unido. Certamente poucas guitarras terão uma proveniência tão extraordinária assim, não é?”

A história da guitarra que Clapton presenteou a George Harrison, no entanto, teve uma história bem diferente.

Harrison tocou com o instrumento no The Concert For Bangladesh, mas essa parece ter sido a única apresentação pública com esta Stratocaster.

O guitarrista dos BEATLES daria a guitarra ao comediante Spike Milligan e contaria o motivo pelo qual ele a passou adiante no documentário, "The Story of The Fender Stratocaster":


“Spike estava tocando piano e eu tocando guitarra. Então, Spike saiu do piano e queria tocar guitarra. Eu o conectei a essa Stratocaster por meio de um pequeno amplificador Champ. Ele havia me dito: ‘Cara, não toco guitarra faz uns 30 anos’, mas ele simplesmente pegou a guitarra e parecia Django Reinhardt tocando ou algo assim".

"Eu achei legal aquele momento e quando ele foi embora, guardei a guitarra no estojo e junto com o amplificador Champ os deixei com o ator Peter Sellers, e lhe disse: ‘Quando você ver Spike, dê isso a ele’. Era a Stratocaster do The Concert For Bangladesh”, tinha revelado George Harrison no documentário.

Mais tarde, Spike Milligan passou a Stratocaster para um amigo, que a vendeu em um leilão e foi vendida pela última vez em 2008.

Já a Stratocaster que foi dada ao guitarrista Steve Winwood, não há informações para rastreá-la, pois aparentemente ele nunca a repassou adiante.


Eric Clapton ainda iria entregar uma 4ª guitarra para Jimi Hendrix na noite em que Hendrix faleceu. Eles iriam se encontrar num pub e Clapton iria lhe dar de presente uma Stratocaster para canhoto que ele nunca tinha visto antes.


* Eric Clapton: "iria me encontrar com Hendrix na noite de sua morte para dar um presente"

  • Facebook Social Icon
Mais Recentes
Destaques