top of page
  • by Brunelson

Neil Young: qual a canção que ele ataca a rede de cafés Starbucks?


Neil Young expressou consistentemente as suas preocupações sociais ao longo de sua carreira.

Embora o seu desejo constante de defender o que é certo lhe tenha rendido vários inimigos ao longo dos anos, ninguém pode questionar a autenticidade de Young, sendo que a sua relutância em permanecer calado merece ser respeitada. É um traço de caráter que continua a segui-lo até hoje, com empresas como Spotify, MTV e Starbucks entre as que ficaram na sua linha de fogo.





Notavelmente, Young manifestou o seu ódio pela comercialização da indústria musical, que ele parodiou no videoclipe da música "This Note’s For You". Na música e clipe, o cantor e compositor canadense ridicularizou os seus colegas artistas por se alinharem a marcas polêmicas, incluindo Coca-Cola, Pepsi e Budweiser. Ele também disparou contra Eric Clapton por ajudar a Michelob a vender sua cerveja.

No entanto, a MTV decidiu inicialmente proibir esse videoclipe, o que irritou Young e lhe fez emitir uma carta aberta à emissora, antes de decidirem voltar atrás em sua decisão. Logo depois, esse clipe lhe renderia o prêmio de "Vídeo do Ano" no MTV Awards de 1989, derrotando Michael Jackson que também é parodiado na canção.


Outra entidade comercial que incomodou Young foi o Spotify devido ao conteúdo questionável sobre informações sobre vacinas durante a pandemia em seu podcast, que fez Young exigir que a gigante do streaming removesse todo o seu catálogo da plataforma digital.

E voltando um pouco para 2014, Young voltou a sua atenção para a rede de lojas de cafeterias, a Starbucks. Inicialmente, a rivalidade começou com uma carta irada no site oficial de Young. A sua revolta estava relacionada à rotulagem de alimentos geneticamente modificados e pela Starbucks ser uma das empresas vinculadas à Grocery Manufacturers Association (GMA), o que geraria processos judiciais contra o Estado de Vermont querendo força-los a rotular produtos sem dizer que eram geneticamente modificados.

Young, que desempenhou um papel crucial na formação do festival beneficente dos anos 80, o Farm Aid, sempre tem sido um apoiador proeminente dos agricultores locais. Portanto, a sua raiva contra a Starbucks por causa dessa questão não surpreenderia.

Em seu site, Young havia escrito: “Eu costumava fazer fila e tomar o meu café com leite todos os dias na Starbucks, mas ontem foi o meu último. A Starbucks se uniu à Monsanto para processar o Estado de Vermont e impedir a rotulagem precisa dos alimentos. Digo à Starbucks para retirar esse processo, pois temos o direito de saber o que colocamos em nossa boca”.

Ele continuou: “A Starbucks não acha que você tem o direito de saber o que há no seu café. Por isso, juntou-se à Monsanto para processar o pequeno Estado americano de Vermont para impedir que você descubra. Escondida atrás de sua obscuridade, a Starbucks está apoiando uma ação judicial que visa bloquear uma lei histórica que exige que ingredientes geneticamente modificados sejam rotulados como tais. Surpreendentemente, eles afirmam que essa lei é um ataque ao direito das empresas à liberdade de expressão”.

Porém, a Starbucks sempre negou qualquer envolvimento nesse processo judicial, afirmando: “A Starbucks não está alinhada com a fabricante Monsanto para impedir a rotulagem de alimentos ou bloquear a lei estadual de Vermont”.

Apesar dos comentários da Starbucks, Young mesmo assim escreveu uma música sobre o seu boicote à rede, chamada "A Rock Star Bucks a Coffee Shop". Nas letras, ele reafirmou os seus problemas: “Dos campos de Nebraska às margens de Ohio / Os agricultores não serão livres para cultivar o que quiserem / Se o controle corporativo assumir o controle da fazenda americana / Com políticos fascistas e gigantes químicos andando de braços dados”.

Young acabou por ser o vencedor, uma vez que esse processo judicial não teve sucesso na sua tentativa de anular a decisão do Estado de Vermont, sendo assim, impondo a rotulagem de que se tratavam de produtos geneticamente modificados.


"A Rock Star Bucks a Coffee Shop" (35º disco, "The Monsanto Years", 2015)


























Comentários


Mais Recentes
Destaques
bottom of page