• by Brunelson

Neil Young: por que ele é chamado de "Padrinho do Grunge"?


Neil Young é um dos músicos na história do rock'n roll mais íntegros de todos os tempos.

Embora a sua influência seja de longo alcance, o gênero grunge que nasceu das entranhas dos bueiros de Seattle e região nos anos 80, tem muito a agradecer a Neil Young - razão pela qual ele recebeu o aclamado apelido de "Padrinho do Grunge".


* Pearl Jam: quando tocaram juntos com Neil Young a música "Rockin' in The Free World" em 1993

Mais especificamente foi o disco ao vivo de Neil Young, "Rust Never Sleeps" (1979), que ajudou a criar esse apelido, graças à natureza fortemente distorcida da sua guitarra neste álbum. Ele desempenhou um papel fundamental em influenciar a geração que surgiria nos anos 80, que foi criada também (além do punk rock e do heavy metal) com uma dieta que consistia fortemente no trabalho de Neil Young.

Os discos de Young inspiraram notoriamente tanto o PEARL JAM quanto o NIRVANA e uma vez o grunge ascendendo ao mainstream em 1991, os dois atos foram rápidos em apontar o quanto deviam o seu sucesso a Neil Young, um músico que os ensinaram que havia outra maneira que a guitarra poderia soar.

Kurt Cobain ficou famoso por usar as letras de Young em sua carta de suicídio, quando o carismático frontman do NIRVANA partiu deste planeta em abril de 1994, o que continua sendo um exemplo claro do quanto Neil Young significava para Cobain.

Comoventemente, Young escreveu sobre isso em seu livro biográfico de como ficou marcado para ele quando descobriu que Kurt Cobain havia citado as suas letras: “Quando ele morreu e deixou aquela carta de despedida, ela tocou uma corda profunda dentro de mim, tipo, ferrou muito comigo”, disse ele. “E coincidentemente, eu estava tentando entrar em contato com ele neste período... Eu queria falar com ele e lhe dizer para apenas tocar e se apresentar só quando ele tivesse vontade”.

Após a morte de Cobain, Neil Young transformou a sua lamentação em canção quando compôs a música "Sleep With Angels", que foi a faixa-título do seu álbum de 1994 (20º disco) e que ele dedicou a Kurt Cobain.

Da mesma forma, PEARL JAM também agradeceu a Young por sua mão inadvertida no pioneirismo do movimento grunge.


Quando Neil Young foi introduzido no Rock and Roll Hall of Fame em 1995, Eddie Vedder fez o discurso de indução ao seu ídolo, mas ainda em 1993, PEARL JAM e Neil Young já tinham se apresentado juntos no MTV VMA para uma poderosa versão da clássica música de Young, "Rockin' in The Free World", uma performance que significou o momento da passagem da tocha para um dos discípulos de Young.

“Neil Young nos ensinou muito como banda sobre dignidade, compromisso e a responsabilidade dos shows. E acho que devo dizer que não sei se houve outro artista que foi eleito ao Rock and Roll Hall of Fame para comemorar uma carreira que ainda é tão vital quanto é hoje. Algumas de suas melhores canções estavam em seu último disco”, Eddie Vedder havia dito em seu discurso ao introduzir Neil Young no Hall of Fame em 1995.

O apelido de Neil Young nasce essencialmente de sua influência na cena grunge, ao invés de ele estar realmente envolvido no próprio movimento, ainda mais que os seus álbuns abriram os olhos dos ícones grunge de Eddie Vedder e Kurt Cobain, que levaram as suas músicas a um nível totalmente novo e sofisticado.

Confira esta performance citada de Neil Young junto com o PEARL JAM no MTV VMA 1993, apresentando a música "Rockin' in The Free World" de Neil Young:


  • Facebook Social Icon
Mais Recentes
Destaques