• by Brunelson

Neil Young: quando mandou uma carta para a MTV chamando-os de "idiotas covardes"


Através de um rico catálogo, Neil Young conseguiu atravessar gerações e se tornar um dos cantores e compositores mais influentes de todos os tempos.

O seu incrível cânone de álbuns produziu inúmeras músicas grandiosas que o colocaram corretamente no topo do pico.

Dito isso, de alguma forma possível o seu trabalho nem sempre foi apreciado e pode ter sido o que o levou a confrontar a MTV em 1988.

Neil Young sempre foi um artista que nunca teve medo de tornar as suas opiniões conhecidas e sempre colocou o poder da música no topo de sua agenda, o que move tanto o seu lado artístico quanto pessoal. Enquanto o ganho financeiro, as turnês, os shows lotados e a fama se seguiam, Young sempre garantiu que a arte de compor fosse a única característica de suas prioridades.

Em 1988, enquanto Neil Young se preparava para lançar o seu 16º álbum de estúdio, "This Note’s For You", o músico estava ficando cada vez mais frustrado com a quantidade de estrelas do rock extremamente populares que vendiam as suas almas para o mundo da publicidade. No momento da gravação do material para a faixa-título desse disco, nomes como Steve Winwood, Eric Clapton, GENESIS e outros haviam assinado contratos de publicidade milionários com grandes empresas corporativas, confirmando os seus lugares nas observações de Neil Young.

Young decidiu que já era o suficiente e ele levaria as suas queixas ao palco e mudaria o pensamento criativo por trás do seu disco. O título do álbum, uma brincadeira atrevida com a campanha publicitária da cerveja Budweiser, “This Bud’s For You”, também incluía referência a outras marcas de cerveja e refrigerante em seu conteúdo lírico.

Visando a falta de integridade do artista, a letra "I got the real thing, baby" é uma referência direta ao slogan da Coca Cola, "It's The Real Thing", e que definiu o tom para a direção de Neil Young e suas letras ceifadoras.

Concluindo os seus esforços para apontar o dedo para aqueles que na visão de Neil Young se venderam, Young recrutou o diretor Julien Temple para criar um vídeo de paródia para o seu single principal que zombava de vários artistas e empresas diferentes. O clipe estrelou um "alcoólatra praticante" de Eric Clapton, um imitador de Michael Jackson cujo cabelo pega fogo e uma sósia de Whitney Houston aparecendo quando Young canta a frase "não estou cantando para a Coca".

O vídeo foi polêmico. Após o lançamento imediato, a MTV decidiu tomar a decisão de proibir o trabalho de Neil Young em meio a rumores de ações judiciais do espólio de Michael Jackson. Os rumores começaram a especular que a MTV estava tentando censurar a mensagem de negatividade de Young em todo o mundo e o músico não gostou nada disso.

Decidido a fazer as coisas por conta própria, Neil Young escreveu uma carta aos chefes da MTV e os rotulou de “idiotas covardes”.

Separamos a carta que ele escreveu para a MTV:

06 de julho de 1988 MTV, seus idiotas covardes. Vocês se recusam a tocar “This Note’s For You” porque tem medo de ofender os seus patrocinadores. O que significa o “M” na MTV: música ou dinheiro? Vida longa ao rock and roll. Neil Young E ao que parece, a carta funcionou. Em meio a um alvoroço público, a MTV deu uma reviravolta total e começou a exibir o vídeo de forma intermitente em todos os seus programas. Para agravar a sua má tomada de decisão, a MTV mais tarde coroou o vídeo de "This Note’s For You" no MTV Video Music Awards de Melhor Vídeo do Ano de 1989, o que só contribuiu para a lenda que sempre foi Neil Young.


"This Note’s For You"


  • Facebook Social Icon
Mais Recentes
Destaques