top of page
  • by Brunelson

Foo Fighters: a clássica música que Dave Grohl inicialmente não iria lançar no álbum


Nem sempre é fácil identificar algumas das maiores músicas de todos os tempos.


Quando um artista se senta para escrever uma canção, qualquer senso de um potencial sucesso comercial geralmente é deixado de lado em favor de encontrar algo ao qual sinta que pode adicionar um pedaço de si mesmo.

Dave Grohl pode ter uma habilidade incrível de criar músicas que se relacionam com fãs de todo o mundo com o FOO FIGHTERS, mas um dos maiores sucessos da banda quase acabou não sendo lançado.

Por outro lado, Grohl nunca foi do tipo que olhava para o potencial de superstar em seu trabalho. Mesmo em seus dias como baterista do NIRVANA, ele procurava fazer música para si mesmo, muitas vezes juntando diferentes e simples peças musicais ao fundo, enquanto Kurt Cobain trabalhava em suas obras-primas.

Voltando ao FOO FIGHTERS e convocando os membros originais da sua banda em 1995, um deles foi o baixista Nate Mendel, que está no grupo até hoje e ao lado de Dave Grohl é o único membro original de forma ininterrupta. Quando eles estavam se preparando para gravar o 2º álbum de estúdio, "The Colour and The Shape" (1997), Mendel lembrou desse período e quão cético estava sobre a capacidade de Grohl de compor grandes músicas, até ouvi-lo tocar pela 1ª vez no estúdio a canção “My Hero”.

Assim como o baixista relembrou no documentário do FOO FIGHTERS, "Back and Forth" (2011): “'Dave ainda consegue escrever músicas? Vamos ser péssimos?’ Eu pensava e não tinha ideia do que iria acontecer. Então, sabia que ficaríamos bem quando ouvi a música ‘My Hero’ pela 1ª vez, porque é ótima”.

De lá até 2005, Grohl e sua banda lançaram mais canções hit que ficariam marcadas na história do rock, vide "Everlong", "Monkey Wrench", "Learn to Fly", "All My Life" e "Times Like These". Querendo inovar quando foram gravar o 5º álbum de estúdio, "In Your Honor" (2005), Grohl resolveu explorar os dois lados de sua personalidade musical, lançando um álbum duplo com o 1º disco elétrico e o 2º disco acústico.

Esse álbum pode não ser muito lembrado pelos fãs, mas que iria apresentar mais uma de suas clássicas músicas e que faz um estádio de futebol lotado gritar a capela por minutos, "Best of You".

Porém, quando Grohl compôs esta canção, ele mal pensou nela o suficiente para trazê-la para a banda, muito menos querer lança-la no disco.

Falando sobre a produção do álbum, Grohl disse que eventualmente seria convencido a gravar a música "Best of You", dizendo: “Eu meio que esqueci desta canção, porque achei que poderíamos fazer melhor, então, foi arquivada. Mas somente depois, quando o nosso empresário entrou um dia no estúdio e nos perguntou: ‘O que aconteceu com aquela música, ‘Best of You?’. Então, a retiramos do arquivo e começamos a trabalhar um pouco mais nela”.

Sendo assim, Grohl apresentou uma das canções mais emocionantes da carreira do FOO FIGHTERS, transformando a música em uma ajuda para qualquer pessoa que esteja passando por um momento difícil (ou alguém que o próprio Grohl conheceu).


O frontman do FOO FIGHTERS pode ter pensado que a banda era melhor do que uma música como essa quando inicialmente a rejeitou, mas que se tornaria uma prova de que algumas canções articulam emoções mais profundas ao público do que o próprio artista imagina.


"Best of You"











































댓글


Mais Recentes
Destaques
bottom of page