top of page
  • by Brunelson

Dave Grohl: a música do Foo Fighters que ele lutou para torna-la "perfeita"


Dave Grohl não tem sido historicamente um tipo de músico tecnicamente virtuoso na guitarra.

O lendário frontman do FOO FIGHTERS fez algumas das músicas rock mais amadas dos últimos 30 anos e seremos eternamente agradecidos como fãs, e sua abordagem poderosa não necessariamente busca a perfeição - assim como ele próprio já deixou claro em entrevistas - deixando um ótimo projeto final e sendo um exemplo maravilhoso de como Grohl deixa as coisas fluírem e acontecerem naturalmente.

Para o 7º álbum de estúdio do FOO FIGHTERS, "Wasting Light" (2011), Grohl queria uma abordagem de volta ao básico que envolvia principalmente gravar na garagem de sua casa e em fitas analógicas. A intimidade sentida na criação desse álbum transparece também em seu conteúdo lírico, conforme ficou registrado no documentário do grupo, "Back and Forth" (2011).



Para uma das canções que foi lançada nesse disco, "I Should Have Known", Grohl trouxe o eterno baixista e ex-colega de banda do NIRVANA, Krist Novoselic, para que depois de 20 anos, eles, junto com o produtor Butch Vig, marcassem sua 1ª reunião trabalhando juntos novamente no estúdio depois do álbum "Nevermind" do NIRVANA.

“Uma das coisas sobre a expansão da família NIRVANA, é que não importa quanto tempo tenha passado desde a última vez que nos vimos, nós somos imediatamente conectados por isso, pelas coisas boas e ruins”, disse Grohl à Q Magazine dias antes do lançamento do álbum "Wasting Light" do FOO FIGHTERS. “Quando eu vejo Krist, eu o abraço para celebrar as nossas vidas, mas também o abraço para consolá-lo. Tem uma música chamada 'I Should Have Known' que lançamos nesse disco, que achei que soaria bem com ele tocando baixo e acordeon junto. É provavelmente a canção mais sombria do álbum”.

“Tivemos Krist Novoselic tocando baixo nesta canção e não tenho certeza do que se trata as letras dessa música, mas pra mim, parece que definitivamente há algumas referências sobre Kurt Cobain e é uma das mais primitivas e coisas cruas que o FOO FIGHTERS já fez, além de achar que é uma das melhores músicas do disco”, disse o produtor Butch Vig para a MTV News nessa mesma época. “O som é distorcido, cru e a gravação dos vocais de Dave Grohl, tipo, foi logo na sua 1ª tentativa e ele está apenas estourando os pulmões. Tocamos o novo disco para algumas pessoas ontem e todo o álbum é ótimo, mas essa música, Deus, é uma montanha-russa emocional quando você a ouve".


Grohl pressionou a si mesmo para garantir que a gravação crua da canção "I Should Have Know" saísse do jeito que ele queria e isso levou a mais tempo gasto gravando-a do que qualquer outra música lançada nesse disco.


Em particular, a intrincada parte da guitarra rítmica frustrou Grohl durante as sessões, conforme capturado em vídeo enquanto as equipes do documentário filmavam a gravação desse álbum para o DVD "Back and Forth".

“Houve momentos de frustração quando eu estava prestes a quebrar a porra da minha guitarra”, disse Grohl em uma cena deletada desse documentário. “O riff de abertura da música ‘I Should Have Known’ eu tentei muito fazer com que soasse ótimo e geralmente não quero que as coisas pareçam perfeitas. Sabe, não gosto quando as coisas parecem realmente perfeitas, mas às vezes você quer que as coisas estejam perfeitas”.

Confira esta cena retirada do documentário e o áudio de estúdio da canção "I Should Have Know":


"I Should Have Know"






















Comentarios


Mais Recentes
Destaques
bottom of page