top of page
  • by Brunelson

Foo Fighters: a música da banda que Dave Grohl disse que "pode ser a melhor que já escrevi"


Como a maioria dos ícones da música popular da 2ª metade do século 20, o frontman do FOO FIGHTERS, Dave Grohl, não é um músico com formação clássica.


Começando sua odisseia musical como baterista, ele passava horas a fio no quarto praticando sozinho escutando junto os discos dos BEATLES, batendo em panelas e nas almofadas antes de comprar uma bateria.

Em 1994, após a morte do seu colega de banda do NIRVANA, Kurt Cobain, o baterista Dave Grohl decidiu virar a página e encontrou outro capítulo de grande sucesso com o FOO FIGHTERS. Até esse ponto, Gohl era predominantemente um baterista, mas agora ele iria começar um novo caminho sendo vocalista e guitarrista.

Em 1995, FOO FIGHTERS lançou o seu álbum homônimo de estreia, uma coleção composta principalmente de empreendimentos solo que Grohl gravou como demos. A banda foi lançada com aclamação crítica promissora e atraiu atenção comercial respeitável, mas nada no nível que Grohl havia se acostumado com o NIRVANA - por enquanto.

Após essa estreia e durante a turnê, Grohl iria começar a expor novas músicas para que todos da banda começassem a se familiarizar com as composições em preparação para um 2º álbum de estúdio mais refinado - já que o disco de estreia foi gravado sozinho por Dave Grohl tocando todos os instrumentos.

Porém, quando 1996 chegou, a vida pessoal de Grohl apresentou certos devaneios e impactando na sua falta de energia criativa. Após um amargo divórcio com sua ex-esposa, Jennifer Youngblood, Grohl recorreu ao silêncio e afastamento durante um certo período na sua vida enquanto reorganizava as coisas.

No final de 1996, a sorte de Grohl começou a mudar depois de encontrar um novo amor em Louise Post, vocalista/guitarrista da banda VERUCA SALT (que não é a sua esposa atual, mãe de suas filhas). Inspirado por sua nova musa romântica, Grohl escreveu as letras da clássica canção "Everlong" durante o período de Natal.

Sendo entrevistado pela revista britânica Kerrang em 2006, Grohl falou: “Essa música é sobre uma garota por quem eu me apaixonei e era basicamente sobre estar profundamente conectado a alguém, onde você não apenas a ama fisicamente e espiritualmente, mas quando você canta junto com ela e tudo se harmoniza perfeitamente”.

A música "Everlong" seria lançada no 2º álbum de estúdio do FOO FIGHTERS, "The Colour and The Shape" (1997), marcando uma mudança na vida de Grohl, pois ele provou ser um compositor competente lançando uma canção que se tornou o ápice da banda nos shows e que ficará marcada na história do rock.


É frequentemente citada como a maior conquista da banda e ainda possui o endosso do vencedor do Prêmio Nobel, Bob Dylan.

Numa outra entrevista para revista Uncut, Grohl relembrou uma conversa que teve com Bob Dylan durante uma turnê: “Conversamos um pouco e ele nos agradeceu por estarmos em turnê e disse: 'Cara, que música é essa que vocês tem? 'A única coisa que vou pedir a você é que prometa não parar quando eu disser quando', Bob Dylan havia parafraseado a letra da canção 'Everlong'. Ele ainda falou: 'Essa é uma ótima música, cara, eu deveria fazer um cover dela'”.

No entanto, apesar do endosso de Bob Dylan e de todos os outros reconhecimentos e história, a música favorita de Dave Grohl de suas próprias criações é "These Days", lançada em 2011 como um dos 06 singles do álbum "Wasting Light" (7º disco).



Grohl havia dito para a revista Q Magazine sobre a música "These Days": "Pode ​​ser a melhor música que já escrevi".

Encerrando para a revista Entertainment Weekly em 2015, Grohl disse que "These Days" é uma das canções mais memoráveis de seu catálogo: “Toda noite que canto, ainda fico emocionado”.




"These Days"


Comments


Mais Recentes
Destaques
bottom of page