top of page
  • by Brunelson

The Who: as origens musicais da clássica canção "Substitute"


Parece que a era que conhecemos como "rock clássico" não foi um período impulsionado apenas por puro gênio e invenção.


Com o passar dos anos, mais e mais exemplos vêm à tona, mostrando que muitas de nossas bandas de rock favoritas da época tinham uma tendência a pegar "emprestado" algumas ideias musicais ou desenvolver conceitos que os seus contemporâneos haviam iniciado.

BEATLES, ROLLING STONES, LED ZEPPELIN, THE BEACH BOYS e uma lista de ícones daquela época que beliscaram elementos e os moldaram à sua imagem, é inumerável, e é claro, o “empréstimo” ocorreu em vários graus.














Seria quase redutivo concentrar-se inteiramente no fato de que essa época continha muitos casos de "empréstimo musical", porque quando você pára para pensar profundamente sobre isso por 01 minuto, rapidamente fica claro que era o espírito da época. A música não era essa vasta e difundida teia interligada pela internet que é hoje. Em vez disso, foi uma época em que a polinização cruzada era fundamental para o desenvolvimento musical.

Somado a esse padrão desgastado de desenvolver as ideias dos outros, havia também um pouco de paródia que ocorria, em que um artista pegava emprestado o estilo de outro em um esforço para zombar ou mesmo emular o seu estilo para alcançar o nível de fama que eles aspiravam chegar.

Tomemos, como por exemplo, a canção "A Simple Desultory Philippic" de Simon & Garfunkel, uma abordagem de Bob Dylan como um caso óbvio.

Outra banda que não era estranha a isso eram as lendas do rock britânico, a banda THE WHO. Acontece que o clássico da banda de 1966, a música "Substitute" e que foi lançada como um single isolado, foi escrito em parte como um riff literal de outra pessoa e como uma paródia de um hit escrito por uma banda que o THE WHO sentiu que vivia em sua sombra: o ROLLING STONES.

Em uma entrevista com a revista britânica Melody Maker, o guitarrista do THE WHO, Pete Townshend, falou onde o riff icônico da sua canção se originou e foi aqui que ele se lembrou da música um tanto obscura, "Where is My Girl", de Robb Storme & The Whisperers: "O riff padrão e pesado usado nos versos eu belisquei de Robb Storme & The Whisperers". Demonstrando total autoconsciência, Townshend explicou a situação: “Eu belisquei, nós criamos em cima e vocês compraram a ideia”.

No entanto, o falecido baixista do THE WHO, John Entwistle, forneceu outro relato de onde a canção "Substitute" encontrou as suas origens.

Em uma entrevista de 1994 com o jornalista musical Johnny Black, o baixista falou: "A música 'Substitute' foi Pete Townshend tentando tocar uma canção do grupo THE FOUR TOPS". Ficando a entrevista cada vez mais forense, Entwistle disse que a música exata era "Can't Help Myself" e que a quebra entre as sílabas no refrão foi o que ajudou a estabelecer a melodia do refrão para a canção "Substitute".

Depois, houve a influência do ROLLING STONES. Embora não seja imediatamente aparente, Townshend afirmou que na versão demo da música "Substitute" você realmente pode perceber, alegando que ele mesmo imitou a voz do vocalista do ROLLING STONES, Mick Jagger, enquanto cantava inicialmente a canção "Substitute".

Embora tenha admitido abertamente a influência de Robb Storme & The Whisperers na composição da música "Substitute", ele também revelou que a sua principal influência foi o single do ROLLING STONES, a canção "19th Nervous Breakdown", lançado em fevereiro daquele mesmo ano em 1966. O biógrafo do THE WHO, Mark Blake, afirmou que Townshend ouviu uma mixagem inicial dessa música do ROLLING STONES e foi isso que o levou a escrever a canção "Substitute" do THE WHO.

Apenas 01 semana depois que o ROLLING STONES lançou o seu single, o THE WHO já estava no estúdio gravando o que todos conhecemos hoje como a clássica música "Substitute".


Ironicamente, a canção do THE WHO se tornaria a mais conhecida desses 02 singles, mostrando que às vezes - e a história do rock comprova isso - uma banda que veio depois de outra pode receber maior reconhecimento ou crédito por um sucesso ou inovação musical, mesmo sendo um discípulo do seu antecessor e tocando o mesmo estilo de som.


"Substitute"





















Yorumlar


Mais Recentes
Destaques
bottom of page