top of page
  • by Brunelson

The Who: relembrando performance da canção "Heaven and Hell" no Isle of Wight Festival 1970


Quando o THE WHO estava no auge com Roger Daltrey, Pete Townshend, John Entwistle e Keith Moon atirando em todos os cilindros, você lutava para encontrar algumas visões do mesmo nível ou melhor do rock ‘n’ roll.

Sendo que esta performance poderosa da banda tocando a música "Heaven and Hell" em 1970 no lendário Isle of Wight Festival, encapsula tudo o que era impressionante sobre esta icônica banda.



O festival não só deu as boas-vindas a mais de 600 mil foliões (cada fonte apresenta um número diferente) da contracultura às margens de um tranquilo resort à beira-mar, mas também ao ouro cintilante do mundo do rock daquela época.

Significou que apresentações de Jimi Hendrix, Leonard Cohen, THE DOORS, TASTE (banda de Rory Gallagher) e muitos outros, se tornaram parte do folclore britânico, mas a performance icônica do THE WHO é a imagem de uma banda em seu auge, o que é uma alegria de se ver e ouvir do início ao fim.



O 3º evento consecutivo do festival desde 1968 sendo realizado, significou que os organizadores estavam silenciosamente confiantes de que poderiam vender a sua meta de 150 mil ingressos e fizeram isso muito antes do evento acontecer.


Mas assim como havia acontecido no Woodstock Festival em 1969, isso só deu tempo para os não portadores de ingressos se reunirem e planejarem o seu ataque de invasão ao evento.

E longe do amor hippie prometido, a multidão estava ranzinza e pronta para uma confusão e começou a esmagar quase tudo que estava em seu caminho. Isso levou um dos organizadores do festival a gritar no microfone: “Nós organizamos esse festival com muito amor, seus desgraçados! Trabalhamos 01 ano para vocês, seus porcos! E vocês querem quebrar e destruir as nossas paredes? Bom, vão todos para o inferno!"


THE WHO subiu ao palco em uma noite repleta de estrelas na noite daquele sábado, que os viu seguir nomes como Joni Mitchell, Miles Davis e o THE DOORS, no que é, sem dúvida, uma das maiores formações de bandas e artistas na história da música.


O show do THE WHO começou às 02:00hs da madrugada e o empresário de turnê da banda, John Woolf, certa vez lembrou que "cada mariposa e animal noturno voador que tinha na ilha pairava sobre a multidão de 600 mil pessoas".

Mais tarde, o vocalista do THE WHO, Roger Daltrey, havia dito numa entrevista para o site Absolute Radio: “Todos nós nos sentamos ao redor da fogueira, eu me sentei ao lado de Jim Morrison e bebemos uma garrafa de Southern Comfort (licor). THE DOORS se apresentou antes de nós e eles foram ótimos”. A noite foi uma que o vocalista do THE WHO segurou com uma mistura de emoções diferentes, pois a noite seria um sinal do fim de uma era em que a indústria da música iria evoluir para uma máquina bem oleada.

“Foi a última vez que realmente tivemos um grupo de verdade se reunindo, porque naquela época costumávamos nos misturar muito entre as bandas”, acrescentou Daltrey. “Hoje, somos como navios à noite, onde todo mundo está na estrada indo para lugares diferentes, você me entende? Mas naquela época, a Inglaterra e Londres, em particular, eram uma vila musical muito pequena. Costumávamos nos ver o tempo todo e foi a última vez que tivemos essa proximidade entre músicos de outras bandas”.

A música "Heaven and Hell" (um lado-b que não foi lançada em nenhum álbum de estúdio) abriu o cenário épico do show do THE WHO de forma cósmica, onde o grupo daria o start para realizar uma de suas performances mais famosas de todos os tempos, o que ajudaria a criar o seu legado como um dos grandes nomes do rock ‘n’ roll.

Desde as primeiras notas da canção "Heaven and Hell", você pode sentir a atmosfera sísmica e a fúria liberada pela guitarra de Pete Townshend, um som que prepara a multidão para uma noite que eles nunca esqueceriam.

Confira exatamente essa performance logo abaixo:


Comments


Mais Recentes
Destaques
bottom of page