top of page
  • by Brunelson

The Who: o contexto que envolve a canção "I Can See For Miles"


A música "I Can See For My Miles" da banda THE WHO é uma das clássicas do grupo, que na superfície soa como um lindo conto romântico de amor à distância, mas a realidade é algo um pouco mais incisiva.

Em termos comerciais, a música "I Can See For Miles" foi um sucesso universal e foi originalmente gravada para o 3º álbum da banda, "The Who Sell Out" (1967, foto).


Escrita pelo guitarrista Pete Townshend, foi a única música desse álbum a ser lançada como single e continua sendo incrivelmente o seu maior hit nos EUA. Após estrear no ranking da Billboard no nº 72 em outubro de 1967, a canção subiu para o Top 10 da Billboard logo em novembro.

É um lançamento histórico, mas não sem a sua estranheza sonora...

Pete Townshend compôs a música "I Can See For Miles" logo após conhecer a sua futura esposa, Karen. A canção tinha o objetivo de lembra-la do seu novo namorado de que, mesmo estando em turnês com a banda, ele ainda estaria observando cada movimento dela.


Townshend iria casar com ela em 1968 com o casal permanecendo juntos por mais de 40 anos até o divórcio em 2009.

A música foi inspirada pela suspeita que surgiria quando ele tivesse que deixá-la sozinha em casa para cair na estrada viajando em turnê com o THE WHO, com aquela ansiedade crescendo de que não soubesse exatamente o que ela estava fazendo a cada segundo do dia. No entanto, Townshend escreveu a partir de um personagem decidido e que está tentando reconquistar o seu amor, em vez da sensação de sentir falta da companhia de alguém durante uma turnê.

Uma parte da letra dessa música diz: "Bom, aqui vai uma cutucada em você / Você vai engasgar também / Você vai perder aquele sorriso / Porque o tempo todo eu posso ver por quilômetros e quilômetros”. As letras dessa música podem até fazer um link com a época cibernética de redes sociais, onde todos querem espiar pelo olho que tudo vê e sabem o que o outro está fazendo, enxergando-o... Fato curioso, esta canção estranhamente acabaria sendo o combustível que incendiou Paul McCartney para criar a música "Helter Skelter" dos BEATLES, mesmo que Pete Townshend não soubesse disso até décadas depois. Conforme noticiado, McCartney ficou impressionado depois de ler uma entrevista de Pete Townshend que descreveu a canção "I Can See For Miles" como "o rock'n roll mais estridente já criado", o que gerou um insight em McCartney e decidiu criar uma música melhor e que fosse mais estridente ainda. Em entrevista para a revista Mojo em 2008, Paul McCartney falou: “Apenas ler aquela entrevista de Pete Townshend fez disparar a minha imaginação. Eu pensei: 'Certo, eles criaram o que achavam que era o som mais barulhento e sujo no rock...' Eu fui para o estúdio e disse aos caras da banda: 'Olha, eu tenho essa música, mas Pete disse isto e eu quero fazê-la ainda mais suja e barulhenta'". "Foi um ótimo manual de instruções para os engenheiros de som e para todos, tão difusa e quão suja e tão barulhenta você poderia conseguir era onde eu queria ir. Fiquei feliz por ter lido essa entrevista de Pete Townshend e que me levou a criar a música 'Helter Skelter'". Se o significado das letras da canção "I Can See For Miles" pode ser uma metáfora profética, o que é difícil de negar é que ainda é uma música poderosa e só pelo fato de ter inspirado Paul McCartney a compor a canção "Helter Skelter", prova que a música "I Can See For Miles" do THE WHO possui o seu lugar na história do rock'n roll.


"I Can See For Miles"


Comments


Mais Recentes
Destaques
bottom of page