top of page
  • by Brunelson

Joey Ramone: quando ele explicou as letras da canção "Beat on The Brat"


Embora seja lembrado como uma das figuras mais imponentes da cena punk rock, Joey Ramone era conhecido como uma pessoa querida, quieta, apaixonada e de grande coração.

O lendário vocalista dos RAMONES era alto, desengonçado e vestido "para matar" nas apresentações da banda, gritando versos sobre violência, prostituição, tédio e amor partido. Mas desde o seu comportamento pessoal até suas influências musicais e seu senso de humor, a maioria das qualidades de Joey eram muito mais domesticadas do que a percepção pública poderia fazer com que ele parecesse.

“Joey Ramone geralmente falava de forma muito suave e nada chamativo, mas se você fosse amigo dele, ele ficaria feliz em lhe contar o que pensava”, lembrou mais tarde o baterista do TALKING HEADS, Chris Frantz. “Uma coisa muito importante é que ele sempre acertava as notas vocais. Mesmo nos primeiros dias, quando ele não conseguia se ouvir direito nos shows, o canto de Joey era perfeito. Ele se apresentava com total convicção e com uma seriedade que definiu a presença dos RAMONES em palco. Ele abalou a multidão sem se mover do lugar e fez isso com o poder de sua voz. Ele era um verdadeiro artista: estranho e original”.

Assim que Joey subia ao palco, ele era uma pessoa completamente diferente do cara tímido e reservado que se esgueirava pelos bastidores dos shows. Com um rosnado na voz e uma convicção na mente, Joey Ramone não era o Jeffrey Hyman (nome verdadeiro) que andava por aí durante o dia, mas seu compromisso de um ramone com a estética dos RAMONES ficaria claro nas músicas que ele escreveu e cantou, incluindo a irônica "Beat on The Brat" (1º disco, "Ramones", 1976).

“Havia um playground em uma praça no nosso bairro em New York, com mulheres sentadas junto com os seus filhos. Lá no meio tinha uma criança gritando e correndo desenfreadamente sem qualquer disciplina e desobedecendo a sua mãe”, disse Joey Ramone para a revista Rolling Stone sobre as letras da música "Beat on The Brat". Ele continuou: “Era o tipo de criança arteira que você só queria... Você sabe: ‘Bata no pirralho com um taco de baseball’" (citando as letras desta canção).

Mesmo que as letras contundentes dos RAMONES sempre tivessem um tom humorístico, a imagem de um gigantesco e magrelo Joey Ramone perseguindo um garoto indisciplinado com um taco de baseball seria difícil de imaginar na vida real.


Já na parte musical, a canção "Beat on The Brat" conta com acordes inspirados no rockabilly "chiclete" dos anos 50 e 60, um repertório bastante conhecido no gosto musical de Joey Ramone.

O vocalista do RAMONES finalizou: “Eu escrevi as letras da música ‘Beat on The Brat’ sobre os pirralhos mimados do bairro Queens, e essa mudança de acorde no topo da música vem diretamente das músicas rockabilly 'chiclete' que eu escutava quando criança, você sabe, todas aquelas músicas boas e aquelas músicas divertidas”.



"Beat on The Brat"






















Kommentare


Mais Recentes
Destaques
bottom of page