top of page
  • by Brunelson

Pearl Jam: a música que o baixista Jeff Ament queria que fosse lançada no disco "Ten"


Para cada grande música que uma banda escreve, sempre haverá algumas que não serão totalmente realizadas para tal satisfação.

Mesmo que possa ser divertido tentar brincar com alguma canção ou até mesmo na hora de fazer um cover, dói para o artista quando há uma música que está tímida ou longe de ser perfeita da forma que ele imagina em sua cabeça e que mesmo assim é lançada ao público de qualquer maneira em algum álbum.

Embora o PEARL JAM nunca tenha tido vergonha de lançar os seus lados-b e raridades como singles de Natal, coletâneas e principalmente as apresentando em seus shows, no início de carreira, o baixista Jeff Ament ficou desapontado com o trabalho coletivo em uma de suas primeiras músicas - e sem saber na época, se tornaria em uma das mais significativas no repertório do grupo.

No começo, Ament tendia a ser o perfeccionista do PEARL JAM. Antes, na época em que ele e o guitarrista Stone Gossard faziam parte do MOTHER LOVE BONE, Ament geralmente estava interessado em levar esse grupo a um passo adiante, com o objetivo de colocá-los em uma grande gravadora e fazer uma turnê pelo mundo como uma das maiores bandas de rock de todos os tempos.

Porém, uma vez que os planos fracassaram após a morte do vocalista Andy Wood, Ament sabia que o novo grupo que eles estavam formando precisaria de uma mudança de cenário ao formar a base do PEARL JAM. Trazendo o vocalista Eddie Vedder para ser integrado à banda, o rosnado característico do cantor se tornou a assinatura do PEARL JAM da noite para o dia, com muitos grupos depois deles tentando seguir os mesmos passos para colocar aquela mesma marca registrada em seu som.

Como é de praxe do PEARL JAM, muitas canções que eles deixaram de fora dos seus álbuns são pérolas e que poderiam muito bem terem sido lançadas em seus discos - em alguns exemplos, deixando músicas melhores de fora. E mesmo que eles escolheram as melhores canções para serem incluídas em seu disco de estreia, "Ten" (1991), os lados-b são bons demais para terem sido renegados, vide músicas como "Wash", "Alone", "Brother", "Footsteps", "Let Me Sleep" e "Dirty Frank".




E uma dessas sobras foi a canção "Yellow Ledbetter" que ganharia vida própria nos shows do PEARL JAM se tornando em uma das músicas mais conhecidas da banda (este é somente 01 sintoma de uma obra de arte).

Ao falar sobre a criação desta canção, o guitarrista Mike McCready relembrou tudo acontecendo naturalmente no estúdio, conforme ele falou no livro "PJ20": “Saiu de uma jam no estúdio e Eddie realmente não tinha nenhuma letra para ela. Ele teve algumas ideias ali mesmo e foi isso o que gravamos”.


Falando mais sobre essa música, McCready também deixou escrito no encarte da coletânea de lados-b e covers do PEARL JAM, "Lost Dogs" (2003), onde ela seria lançada: "Um riff baseado em algo que eu criei durante as sessões do álbum 'Ten'. Eu pensei que era bonito, Eddie começou a inventar algumas palavras ali mesmo no local e nós a mantivemos. Eu ainda não sei do que se trata e nem quero saber! Eu amo ela e os fãs também gostam!"

A melodia dessa música é praticamente à prova de balas de qualquer comentário depreciativo. Assim como os singles principais do álbum "Ten" com as canções "Even Flow", "Jeremy" e "Alive" são conhecidos por serem abrasivos, esse é o tipo de balada suave que poderia ter sido escrita por Jimi Hendrix, apresentando os solos de bom gosto de McCready e os membros da banda deixando a música levá-los ao longo da canção - o que fica mais evidente em suas apresentações ao vivo.

Apesar da performance fenomenal, Ament - que também leva os créditos de sua composição ao lado de McCready - sempre se arrependeu de terem a deixado de fora do disco "Ten", explicando: “Devíamos ter trabalhado um pouco mais nessa música. Provavelmente deveria ter sido lançada em nosso 1º álbum”.

Apesar de todo o seu potencial mainstream, o gene do PEARL JAM que iria florescer num futuro próximo em querer se afastar das estruturas pop convencionais, já estava rodeando por aqui em querer deixar a canção "Yellow Ledbetter" de fora do disco...

Com a banda sendo bem recebida pelas massas, o desconforto de Vedder com a fama os levaram a se afastarem do seu som habitual, deixando de fazer videoclipes desde 1993 até 1998 e incorporando diferentes faixas artísticas em álbuns como "Vitalogy" (3º disco, 1994) e canções experimentais no álbum "No Code" (4º disco, 1996).

Porém, isso não impediu que a música "Yellow Ledbetter" se tornasse um clássico cult, onde chegou a ser usada em seriados de TV, ainda sendo tocada nas rádios e permanecendo um marco no setlist dos shows do PEARL JAM, geralmente para encerrar as suas apresentações.


Esta canção é uma prova do poder da música que os fãs a encontrariam por conta própria.


"Yellow Ledbetter"


































Comments


Mais Recentes
Destaques
bottom of page