top of page
  • by Brunelson

Pete Townshend: o que ele pensava sobre o Sex Pistols quando a banda surgiu?


A onda de bandas punk rock que surgiu no final da década de 70 mudou o cenário dos EUA e consequentemente de toda a Grã-Bretanha.

Com isso, o THE WHO gradualmente se tornou parte da velha guarda e seu guitarrista, Pete Townshend, se sentiu ameaçado pelos novos garotos surgindo na cena.

Uma quantidade considerável de mudanças culturais aconteceu na década de 70 desde o surgimento do THE WHO em meados dos anos 60, sendo que eles não eram mais a voz dissidente da juventude. O grupo acumulou riquezas e fortunas insondáveis durante esse período e não conseguia mais se conectar com a luta que o homem de rua enfrentava.


Como resultado, houve um vazio que o punk rock preencheu na 2ª metade da década de 70.

A princípio, Townshend ficou emocionado ao ver essa onda de novas bandas chegar e agitar o cenário. Ele reconheceu um pouco de si mesmo em grupos punk como o SEX PISTOLS, que não tinha medo de enfrentar as bandas mais poderosas do mundo. Porém, o guitarrista do THE WHO não considerou que estaria na linha de fogo desses novos punks, o que fez ele reavaliar seus sentimentos em relação ao movimento.

No documentário, "Amazing Journey", Townshend refletiu com franqueza: “O que realmente estava acontecendo naquele momento era a necessidade de outra onda. Suponho que todo mundo queria que uma banda fizesse isso e o SEX PISTOLS era obviamente a mais significativa aqui na Inglaterra. Eu meio que aceitei, desafiei e queria que acontecesse, então, percebi que o tipo de pessoa que eles queriam apontar o dedo, era eu mesmo”.

“Eu pensei: ‘Sim, vamos lá então, vamos mostrar para eles’, mas essas bandas punk estavam todas olhando pra mim e dizendo: ‘Não, você não está entendendo. É você quem estamos intimando’. Foi um período muito emocionante e desafiador, mas houve muita dor pra mim também”.

A cena punk não se ressentia pessoalmente de Townshend, pois nos bastidores ele era próximo de Johnny Rotten (vocalista do SEX PISTOLS), mas mesmo assim o punk queria tirar o THE WHO de cena.

Quando Townshend estava escalando o elenco para o filme Quadrophenia (1979), ele inicialmente imaginou que Rotten faria o papel principal, mas seus planos fracassaram e o ator Phil Daniels foi escalado.


Ele explicou: “Eu conhecia Johnny Rotten porque o SEX PISTOLS ensaiava em meu estúdio no Soho (bairro em Londres). Eles eram inteligentes, mas um diamante de merda… Johnny Rotten gostava de beber e eu também, quando uma noite saímos juntos e dirigi meu carro na direção errada em uma rotatória. Fomos parados pela polícia e foi uma noite bem chata".

Townshend concluiu: “De qualquer forma, acho que Johnny Rotten decidiu não andar mais conosco, só para deixar claro que não foi o contrário. Eu realmente o queria como amigo... Não sei o quão bom ele teria sido se o SEX PISTOLS continuasse naquela época, mas ele era um vocalista muito intenso e ele poderia ter sido bom".

























Comentários


Mais Recentes
Destaques
bottom of page