top of page
  • by Brunelson

Temple of The Dog: o solo de guitarra que Chris Cornell disse que Mike McCready estava "infectado”


A maior parte da cena grunge de Seattle estava enraizada na seriedade e integridade, e não na habilidade. 


Mesmo que nem toda banda soubesse como romper as escalas pentatônicas sempre que ficava atrás do braço de uma guitarra, o que importava era sempre a energia criada para cada disco ou música lançada, e não o brilho técnico das canções - salvo exceções.


Embora Chris Cornell possa ter trazido virtuosismo por trás do microfone sempre que se apresentava como vocalista do SOUNDGARDEN, ele sentiu que um guitarrista em cena era intocável em comparação aos seus conterrâneos.


Comparado com o resto da cena de Seattle, SOUNDGARDEN garantiu seu início muito mais cedo do que o esperado. Embora a era principal do gênero geralmente deva começar por volta no início dos anos 90, o EP de estreia do grupo, "Screaming Life", foi lançado em 1987, quando eles dividiam a cena underground há alguns anos antes com bandas como MELVINS, SCREAMING TREES e GREEN RIVER.


Apesar dos flertes do gênero com o punk rock e o metal, outro grupo da cena grunge começou a fazer barulho tocando rock para as rádios. Depois de dissolver sua 1ª banda, MALFUNKSHUN, o vocalista dessa banda, Andy Wood, iria se juntar a ex-integrantes do GREEN RIVER para formarem o MOTHER LOVE BONE, criando suas primeiras músicas significativas com o guitarrista Stone Gossard e o baixista Jeff Ament (futuros membros do PEARL JAM).


Andy Wood viria a sofrer uma overdose de heroína em 1990, chegando a óbito, e assim, a 2ª banda grunge que tinha assinado com uma grande gravadora chegava ao seu fim, antes mesmo de lançarem o seu disco de estreia, "Apple" (1990) - a 1ª banda a assinar com uma grande gravadora foi o SOUNDGARDEN. 


Cornell era grande amigo de Wood e dividiam o mesmo apartamento. Em luto, ele começou a escrever várias canções sobre Wood e como uma forma de homenagem, reuniu Gossard e Ament para gravarem um álbum tributo. Junto com eles a bordo, também estava o baterista do SOUNDGARDEN e do PEARL JAM desde 1998, Matt Cameron, e o guitarrista do PEARL JAM, Mike McCready, onde formaram e lançaram o álbum homônimo do TEMPLE OF THE DOG em 1991.




Em entrevista para o documentário do PEARL JAM, "PJ20", Cornell disse que ficou muito impressionado com o estilo de tocar guitarra de McCready quando eles começaram a ensaiar juntos para o TEMPLE OF THE DOG, destacando a música "Reach Down" de quando a tocaram pela 1ª vez. Cornell disse que realmente tinha a intenção de criar uma canção longa com um solo gigante de guitarra e ele percebeu que tinha ouro nas mãos com McCready na banda.


O vocalista do TEMPLE OF THE DOG concluiu: “Eu queria que a música 'Reach Down' fosse uma música de 11 minutos de duração no estilo de Neil Young, composta principalmente de solos de guitarra. Assim que ouvi McCready tocando, pensei na hora: ‘Isso não vai ser de brincadeira, ele pode realmente tocar’. Ele enlouqueceu e nós apenas pensávamos que ele era um garotinho legal. É como se ele estivesse infectado e percebemos que aquilo iríamos ver aparecer novamente pela frente: 'Boa sorte pessoal!'"



Confira a gravação de estúdio da canção "Reach Down" do TEMPLE OF THE DOG:



















Comments


Mais Recentes
Destaques
bottom of page