top of page
  • by Brunelson

R.E.M: a música que Michael Stipe escreveu para Patti Smith


Patti Smith tem sido uma luz orientadora para o vocalista Michael Stipe do R.E.M. ao longo de sua carreira. A inspiração dela tem sido tanto a nível profissional, quando Patti Smith ajudou Stipe a esculpir o seu som, quanto pessoal, graças à amizade que floresceu na década de 90.


Dito isso, há 01 música do R.E.M. que vislumbra essas duas facetas de vida se confluírem.

A amizade entre esses 02 grandes artistas começou graças ao respeito mútuo compartilhado entre a icônica dupla que trazem há décadas. Eles dividiram o palco em inúmeras ocasiões e Smith até apareceu na gravação da música "E-Bow The Letter" do R.E.M, lançada no álbum "New Adventures in Hi-Fi" (10º disco, 1996).


Falando sobre esta sua colaboração em 1996, o baixista do R.E.M, Mike Mills, explicou que não foi a 1ª vez que pediram a Patti Smith para colaborar com eles: “Ela veio nos ver quando estávamos em turnê e todos nós somos grandes fãs dela. Ela apareceu e tocou conosco algumas vezes nos shows uma de suas músicas, ‘Dancing Barefoot’, e então, quando fomos gravar o nosso novo álbum na época, perguntamos se ela gostaria de cantar numa canção nossa e ela disse 'sim'".

“Ficamos muito felizes por ela ter aceitado e na verdade, antes já queríamos que ela cantasse na música 'Everybody Hurts' (8º disco, "Automatic For The People", 1992), mas ela estava ocupada com a sua família naquele momento, trabalhando, sendo mãe e esposa”.





A influência de Patti Smith foi crescendo cada vez mais no grupo, sendo que no álbum "Up" (11º disco, 1998) foi quando o R.E.M. lançou uma canção com as pegadas e direto da escola de música de Patti Smith, a música "Walk Unafraid".

“A inspiração pelo nome dessa música foi algo que Patti Smith me passou”, admitiu Michael Stipe. “Um ótimo conselho para o título da música, que ela me deu como letrista e artista quando eu estava realmente em um bloqueio como escritor... Mas acho que vai além de mim e isso não é a minha 'mitologização', mas sim tentar empurrar isso ainda mais para o mundo da experiência coletiva”.

Nesta mesma entrevista que toda a banda havia concedida ao site Addicted to Noise, Stipe também comentou: “Eu queria que a música fosse mais universal do que apenas ter que embarcar na composição de um álbum. É um pouco específico demais e não é tão interessante pra mim, então, escrevi essa música, 'Walk Unafraid'. Felizmente eu consegui, porque escrevi essa música com a mesma voz que tentei escrever as canções 'Losing My Religion' e 'Everybody Hurts', então, há uma espécie de universalidade nela”.


Ele adicionou: “Específico o suficiente para não parecer um monte de clichês amarrados, mas inespecífico o suficiente para que praticamente qualquer um pudesse ouvir a música e aplicá-la a si mesmo, à sua própria situação de vida e tirar dela o que precisar... Essa era basicamente a minha ideia sobre essa música”.

A amizade entre Patti Smith e o R.E.M. é um belo espetáculo de se ver, um que empurrou o outro para a mais alta grandeza. O relacionamento deles nunca foi nada além de puro e sua aliança se fortalece há décadas.

A química está lá para todos verem sempre que eles compartilhavam o palco e é claro que eles têm um ao outro na mais alta consideração. Portanto, quando Patti Smith ofereceu palavras de encorajamento a Stipe enquanto ele estava no meio de um bloqueio como escritor, elas tiveram um efeito tão profundo sobre ele que, de repente, Stipe escreveu a música "Walk Unafraid".


"Walk Unafraid"


Comments


Mais Recentes
Destaques
bottom of page