• by Brunelson

Radiohead: qual o álbum que mudou a vida do vocalista da banda?


O vocalista do RADIOHEAD, Thom Yorke, é um dos personagens mais enigmáticos da música, uma figura que reinventou a roda de forma tão prolífica que se torna difícil imaginá-lo tomando referências de um músico qualquer...


Dito isso, até mesmo Yorke se inspirou em outros artistas ao longo dos anos - indo tão longe numa ocasião para dizer qual foi o disco que mudou a sua vida.


O álbum pelo qual Yorke se referiu foi "New Adventures in Hi-Fi", 10º disco da banda REM e que foi lançado em 1996. Este foi um período fascinante na carreira do RADIOHEAD, após o lançamento do álbum "The Bends" em 1995 (2º disco) e com a banda entrando em estúdio para trabalhar no icônico álbum "OK Computer" (3º disco, 1997).


"New Adventures in Hi-Fi" também é o álbum do REM favorito do seu próprio vocalista, Michael Stipe. O disco que é amplamente considerado como a banda no auge de seus poderes, se tornando um trabalho incrível e uma verdadeira obra-prima. Este álbum não é reverenciado apenas pela crítica, mas também pelos fãs, com o disco movimentando mais de 07 milhões de unidades e com uma reputação que vai ficando maior com o passar dos anos.


Durante a carreira, Yorke dividiu o palco com ícones do rock americano, como a artista Patti Smith e que tanto Yorke, quanto Stipe, a reverenciam. Desde que se conheceram, Yorke e Stipe deixam uma grande via de mão dupla de respeito que é compartilhada entre ambos.


O vocalista do RADIOHEAD uma vez descreveu Michael Stipe como um "gênio" e acrescentou que "as suas letras são como um passeio de carro por uma rua cheia de sinais de trânsito e outdoors. Uma viagem neon, cinema total na cabeça e infinitamente inspirador”.


Yorke continuou: “Antes de descobrir o REM em meados dos anos 80, ouvia bandas e músicas para passar o tempo, sabe? Então, descobri o REM e aquilo virou a minha vida de cabeça pra baixo. Michael Stipe estava cantando sobre os seus defeitos, fraquezas e que não há problema em ser estranho... Eu era um cara estranho”.


Ele acrescentou nesta entrevista para o site VinylWriters: “E através de suas músicas, Stipe falou comigo: ‘Está tudo bem, você não precisa se justificar pra ninguém’. Pouco depois disso, me inscrevi na escola de artes e comecei a levar a música a sério".


“No entanto, o meu disco favorito do REM é 'New Adventures in Hi-Fi', que só seria lançado anos depois, sabe? Me lembro que um pouco antes do lançamento deste álbum, estávamos saindo com o pessoal do REM na suíte Penthouse do U2, em um Hotel em Dublin, Irlanda, e que era um lugar bizarro".


"O baixista do REM, Mike Mills, sentou-se ao piano e tocou a melodia da música ‘Electrolite’ para mim. Eu lhe disse na hora: ‘Isso é muito simples, mas também é muito bonito’. Alguns meses depois com o lançamento do disco, ouvi o que eles fizeram com essa melodia e pra mim se tornou na melhor música da carreira do REM".


Yorke finalizou a entrevista citando um trecho da letra da canção "Electrolite": "Os seus olhos estão queimando buracos em mim / Eu sou gasolina / Estou queimando limpo".


Confira o videoclipe da música "Electrolite", da banda REM:

  • Facebook Social Icon
Mais Recentes
Destaques

2016 by RockInTheHead