top of page
  • by Brunelson

Jimi Hendrix: o que ele pensava sobre o The Monkees?


Quando Jimi Hendrix entrou em cena, ninguém estava pronto para o que iria acontecer...

Depois de chamar a atenção se apresentando em clubes noturnos de New York, ele seria levado à Inglaterra em 1966 pelo ex-baixista do THE ANIMALS e agora empresário, Chas Chandler. Lá, Jimi Hendrix formou a sua banda e logo de cara o guitarrista americano nascido em Seattle se tornou um dos artistas mais importantes de todos os tempos, mudando os parâmetros do que um músico de rock poderia ser.


Embora fosse americano, Hendrix encontrou um lar com a "Invasão Britânica" da época, com nomes como os BEATLES, ROLLING STONES, THE WHO e o THE KINKS admitindo que precisavam melhorar a qualidade de sua arte depois que viram Jimi Hendrix tocar guitarra.


“O que Jimi Hendrix estava fazendo era sublime. Foi uma epifania na definição real da palavra conforme seu significado no dicionário. Você se sentia com 'dor' estando na presença dele e 'pequeno' na presença daquela música que ele tocava, porque percebíamos o quão longe você precisava ir para tentar chegar naquele nível”, disse uma vez o guitarrista do THE WHO, Pete Townshend, para a revista Rolling Stone.

À medida que Hendrix se tornou o exemplo do que aspirar para outros músicos, os seus pensamentos sobre música tornaram-se pó de ouro intelectual para os fãs e outros artistas, onde Hendrix ofereceu numerosos relatos sobre alguns dos seus colegas musicais mais proeminentes de sua época.

Mas também havia comentários do outro lado da moeda e um deles foi sobre a banda THE MONKEES, a resposta americana aos BEATLES e um grupo que ele fazia questão de odiar.

De acordo com um documentário do History Channel, Hendrix disse uma vez sobre o THE MONKEES: “Oh, Deus, eu os odeio! Água de louça... Você não pode bater em ninguém por eles quererem fazer isso, mas as pessoas gostam do THE MONKEES?"


E uma de suas leituras mais contundentes sobre o THE MONKEES ocorreu ao falar sobre os BEATLES, o grupo amplamente aclamado como o mais importante de sua geração e na história do rock.

Ao chegar ao seu ponto final, Hendrix explicou que acreditava que John Lennon e os BEATLES eram tão bons e essencialmente indefiníveis, que faria um grupo como o THE MONKEES passar vergonha. Ele chamou os integrantes do THE MONKEES de “fadas” e disse que os grupos americanos estavam “morrendo de fome” em ter o THE MONKEES como uma evidência - o que ele considerava uma grande injustiça com outras bandas americanas.

“Ah, sim, acho que é bom”, disse Hendrix para o jornalista Steve Baker em 1967 sobre o material recente dos BEATLES lançado na época. “BEATLES é um grupo que você realmente não pode descarta-lo porque eles são ótimos... E cara, é tão embaraçoso quando os EUA está enviando o THE MONKEES como seu produto. Meu Deus, isso me mata!"

O melhor e maior guitarrista de todos os tempos concluiu: “Estou tão envergonhado que os EUA possa ser tão estúpido a ponto de promover alguém assim. Eles poderiam pelo menos ter feito isso com um grupo que tivesse algo a oferecer, pois temos bandas nos EUA que estão morrendo de fome tentando conseguir uma oportunidade, mas então, essas fadas apareceram”.


Comments


Mais Recentes
Destaques
bottom of page