• by Brunelson

Nirvana: o quê representou a performance da banda no Reading Festival em 1992?


No dia 30 de agosto de 1992, havia uma banda no line-up do famoso palco principal do Reading Festival, Inglaterra (foto), que fazia todo mundo falar - e quando dizemos falar, queremos dizer: adoração.


Uma jovem banda da Costa Oeste dos EUA que tinha o mundo entre os dentes e ao seus pés. NIRVANA estava definido para se tornar a maior banda do mundo na época e o Reading Festival estava prestes a ter o primeiro gosto adequado.

NIRVANA já era uma das maiores bandas do mundo e foi uma das apresentações mais esperadas do ano de 1992 e tragicamente seria a última em solo britânico.

O grupo já havia mergulhado nas águas do festival - sempre agradecidos ao SONIC YOUTH.

Em 1991 e a convite do SONIC YOUTH para lhes acompanharem naquela turnê de verão europeu (ver documentário "1991: The Year Punk Broke"), NIRVANA foi uma das primeiras bandas a se apresentar no Reading Festival numa sexta-feira a tarde. Isso foi apenas algumas semanas antes do seu álbum icônico, "Nevermind" (2º disco, 1991), cair aos pés de uma geração desprivilegiada e ser devidamente pego com alegria apática.

Com a ajuda da MTV e um álbum repleto de reflexões de um novo som, o disco e a banda voaram para a estratosfera do rock. Embora, infelizmente, não exista nenhuma filmagem profissional da apresentação de 1991 como um todo, há uma série de vídeos que você pode encontrar por aí.

Quando a banda recebeu a cobiçada manchete definitiva na edição de 1992, o álbum "Nevermind" era um pilar no cenário alternativo e o single principal do disco, "Smells Like Teen Spirit", havia quebrado o Top 10 do Reino Unido e do mundo inteiro.

Mas embora o sucesso nas paradas e ampla aclamação da crítica fossem abundantes em torno do bom navio que era o NIRVANA, dias antes desta apresentação em 1992 a banda não ensaiava há muito tempo...

O baterista Dave Grohl comentou mais tarde em entrevista: “Nós ensaiamos uma vez só e foi na noite anterior, tipo, e não foi nada bom... Eu realmente pensei: 'Cara, com certeza isso vai ser um desastre e será o fim da nossa carreira'".

* Nirvana: "entre 1991 e 1992, foram 12 meses bastante caóticos"


* Nirvana: "tinha ataques de pânico quando soube que iríamos tocar no Reading Festival"


* Nirvana: Dave Grohl revela por quê a banda estava "fraturada" em 1992


* Nirvana: "achava que aquela apresentação seria um desastre"


* Melvins: “Kurt havia me dito que gostaria de seguir em carreira solo”


E se tornou num dos melhores shows do NIRVANA de todos os tempos.

NIRVANA ainda sabia como fazer um show e a sua vaga como headliner no Reading Festival de 1992 (só aceitando o convite se pudesse escolher a maioria das bandas que se apresentariam no festival), ainda é amplamente visto como o grupo no auge de sua performance ao vivo, capturando a fúria e o fervor que nos remetem diretamente ao som do NIRVANA.

Cobain, em sua melhor forma antagônica, foi trazido ao palco em uma cadeira de rodas vestido com um jaleco hospitalar e de peruca comprida, expondo a sua resposta à pressão da imprensa sobre o seu relacionamento tempestuoso com Courtney Love que era amplamente divulgado pelos veículos de comunicação, além dos rumores de que a banda não iria se apresentar devido a saúde debilitada de Cobain e que iriam se separar.

Quando as primeiras notas da quebraceira música "Breed" lançada no álbum "Nevermind" alcançaram a multidão que esperava, não havia dúvida de que seria algo especial.

A banda apresentaria no show a maior parte do ainda novo disco "Nevermind", bem como adicionaria um toque de velhas favoritas do álbum de estreia, "Bleach" (1989), e algumas raridades e covers inusitados - 03 canções do vindouro álbum "In Utero" (4º trabalho de estúdio, 1993), fariam a sua estreia "oficial" aqui!

E um momento notável estava se tornando realidade...

Cobain apresentou o riff da clássica música da banda BOSTON, "More Than a Feeling", pouco antes de tocar o lendário riff da canção do NIRVANA, "Smells Like Teen Spirit", confessando a sua inegável influência. O aceno foi feito com um sorriso malicioso àqueles que achavam o riff das 02 músicas parecidas.

Mais tarde, Dave Grohl contaria para a revista Kerrang tudo sobre este show épico.

Seguem alguns trechos:


"Em 1992, lembro-me de esbarrar nas pessoas que estavam nos bastidores do Reading Festival e elas me perguntavam: ‘O que você está fazendo aqui?’. E eu respondia: ‘Nós somos a porra de headliner do festival!’ As pessoas falavam: ‘O quê? Eu pensei que vocês haviam cancelado a participação!' Me lembro de ter pensado, tipo: ‘Mas que porra está acontecendo aqui?’"

"Eu não sabia que havia alguma dúvida se iríamos tocar... Eu sabia que dentro de mim estava me perguntando se poderíamos tocar, mas eu sabia que iríamos pelo menos tentar".

“O show foi um momento verdadeiramente reconfortante e genuinamente mágico de tudo se encaixando na hora certa. Eu acho que nós tínhamos ensaiado somente 01 vez no dia anterior e eu simplesmente não sabia se conseguiríamos tocar corretamente as músicas, sabe? Isso acontecia um monte de vezes no NIRVANA, onde você pensava: 'Deus, isso vai ser um desastre', e então, saía algo muito bonito. Foi ótimo, mas é triste que tenha sido a última vez que tocamos na Inglaterra, porque poderíamos ter apresentando mais shows por lá. Eu acho que nós simplesmente não tocamos muitas vezes na Inglaterra, sabe? A memória quanto a isso é um pouco triunfante, mas também melancólica, porque nunca mais voltamos pra lá com o NIRVANA”.

Essa performance do NIRVANA ao lado de tantas outras na sua história, iria definir não apenas o que era o NIRVANA ao vivo num palco - e consequentemente, Kurt Cobain - mas uma geração de crianças ao redor de todo o planeta.


NIRVANA se tornaria muito para muitas pessoas, além da sua própria geração e gerações futuras.

Essa performance seria o dedo médio levantado para o mainstream, referente a tantas calúnias, perseguições, mentiras e intrigas que a mídia e televisão na época pipocavam ao público para ganhar audiência e vendas.

Confira o setlist e a performance do NIRVANA no Reading Festival 1992 da música "Spank Thru" (não foi lançada em nenhum álbum e diz a lenda que foi a primeira música que Kurt Cobain criou, já sendo gravada desde a época da sua banda pré-NIRVANA, FECAL MATTER).


Setlist:


1. Breed

2. Drain You

3. Aneurysm

4. School

5. Sliver

6. In Bloom

7. Come as You Are

8. Lithium

9. About a Girl

10. Tourette's

11. Polly

12. Lounge Act

13. Smells Like Teen Spirit

14. On a Plain

15. Negative Creep

16. Been a Son

17. All Apologies

18. Blew


Encore Break


19. Dumb

20. Stay Away

21. Spank Thru

22. Love Buzz (cover SHOCKING BLUE)

23. The Money Will Roll Right In (cover FANG)

24. D-7 (cover WIPERS)

25. Territorial Pissings

  • Facebook Social Icon
Mais Recentes
Destaques

2016 by RockInTheHead