• by Brunelson

Pink Floyd: quando estrearam na TV americana em 1967


PINK FLOYD fez a sua estreia na TV nos EUA em 1967, com uma aparição no lendário programa de auditório, American Bandstand. Foi lá onde eles apresentaram a canção viajona "Apples and Oranges" (foto).

Levar os seus estilos únicos para a TV americana foi um momento que marcou o início do fim da permanência de Syd Barrett na banda (vocalista/guitarrista original).

O programa American Bandstand foi um fenômeno cultural nos EUA que durou cerca de 40 anos até 1989. Foi visto como uma grande oportunidade para muitas bandas em causar impressão duradoura ao público mainstream, uma chance de alcançar uma audiência nacional e dar oportunidade necessária para sacudir qualquer corrida promocional.

No entanto, para o PINK FLOYD esta foi uma oportunidade "perdida" graças a Syd Barrett.

Depois que a banda se apresentou, o icônico apresentador do programa, Dick Clark, conduziu uma curta entrevista e optando por não perguntar à banda qualquer coisa de relevância significativa - talvez nervoso com qualquer resposta controversa que poderia obter - ele decide fazer a ridícula pergunta ao baixista Roger Waters: “Você só está aqui há 02 dias e há uma pergunta que vem imediatamente à mente. Quando nós, americanos, vamos visitar o seu país, as pessoas que eu conheço dizem que a comida inglesa é incomum. Então, o que você achou da comida americana nesses 02 dias? Agrada ou desagrada você?"

Qualquer pessoa que conheça o desdém intelectual que o PINK FLOYD tinha por tentativas tão débeis de jornalismo, poderia imaginar o tipo de resposta que Waters poderia fornecer. A pergunta um tanto fútil, até que recebeu uma resposta "delicada" do baixista: "Bom, tudo o que comemos na verdade são 02 cheeseburgers cada, eu acho".


A entrevista, apesar de ser tão curta, consegue serpentear numa conversa ainda mais inconsequente quando Clark pergunta a Barrett: “Quanto tempo você planeja ficar conosco?”, ao que ele responde com “cerca de 10 dias...”, mas ainda no meio de sua resposta, o entrevistador decide voltar as suas atenções para o tecladista Richard Wright, deixando um desânimo no ar...


Voltando para a apresentação do grupo, Barrett deixou o mais claro possível que estava fazendo mímica desde o início da performance e apenas olhava para o espaço em aberto, um mistério cósmico do universo ou simplesmente estava olhando para o lado errado do estúdio...

Falando para um documentário do canal VH1 sobre fazer shows com Syd Barrett, Richard Wright relembrou: “Eu me lembro quando tocamos no The Fillmore West em San Francisco, onde Syd Barrett subiu pelas vigas do palco e ficou olhando para o espaço. Ele desafinou todas as cordas de sua guitarra e batia nela para fazer aquele barulho horrível. Ficávamos pensando: 'O que podemos fazer? O que podemos fazer?'”

Este pensamento foi ecoado pelo baterista Nick Mason, que disse neste mesmo documentário: “Devo cair na gargalhada ou tento matá-lo?”


A turnê dos EUA acabaria sendo encurtada devido ao comportamento errático de Syd Barrett, com David Gilmour sendo recrutado logo depois para substituí-lo. Barrett ainda estava na banda quando isso aconteceu, o que resultou brevemente no PINK FLOYD se apresentando com 05 membros.

Confira esta apresentação do PINK FLOYD citada aqui nessa matéria, estreando na TV americana em 1967 com a música "Apples and Oranges":


  • Facebook Social Icon
Mais Recentes
Destaques