top of page
  • by Brunelson

Led Zeppelin: quando foi banido de uma cidade inteira dos EUA


LED ZEPPELIN é um nome que se tornou uma espécie de sinônimo do pacote que o rock'n roll traz.

Em sua época, Robert Plant, Jimmy Page, John Paul Jones e John Bonham, eram conhecidos como uma das bandas mais difíceis de regrar, principalmente porque o gerente de turnê da banda e que tinha a responsabilidade de mantê-los sob controle, Richard Cole, era talvez o pior ofensor de todos.


De fato, foi Cole quem permitiu que o LED ZEPPELIN destruísse os quartos no Edgewater Hotel em Seattle, não uma, mas duas vezes, fechando os olhos ou talvez até encorajando o grupo enquanto dirigiam motos pelos corredores do hotel e jogavam TVs ao mar pela sacada dos apartamentos.


Porém, não foi culpa da banda ou de sua comitiva incendiária que os baniram de uma das cidades mais importantes e especiais de sua agenda de turnês.

Em meados da década de 70, LED ZEPPELIN estava caminhando no auge do seu sucesso e se tornou uma das maiores bandas de rock do planeta. Até então com 06 álbuns de estúdio e músicas clássicas como "Stairway to Heaven", "Immigrant Song" e "Whole Lotta Love", isto lhes renderam uma base de fãs tão imensa que o grupo foi obrigado a fazer turnês incansavelmente e atingindo cidade após cidade em um redemoinho caótico de loucuras do rock'n roll.

Uma das mais importantes cidades dos EUA, Boston, era também uma cidade que tinha um lugar especial para os membros ingleses do LED ZEPPELIN.


Assim como o escritor e autor, Stephen Davis, que se juntou a eles na turnê mundial de 1975, escreveu mais tarde em seu livro: “Boston era uma cidade muito importante para o LED ZEPPELIN. Quando eles saíram da Inglaterra em seus primeiros dias no início de 1969 e foram tocar no clube Boston Tea Party, eles fizeram uma série de shows que chamaram a atenção, e então, em 1969, 1970 e 1971, eles voltaram 09 vezes a Boston e tocaram em todos os lugares".

Não foi surpresa quando o LED ZEPPELIN anunciou que voltaria à cidade para um show na arena Boston Garden, ocasionando um grande alvoroço na cidade.


“Por volta das 17hs da tarde no dia anterior ao show, as crianças já começaram a fazer fila na Causeway Street, que fica do lado de fora do antigo Boston Garden”, lembrou Davis, observando que devia haver pelo menos 3 mil pessoas naquela tarde: “As pessoas estavam todas vestidas somente com jeans e jaquetas, coisas assim, e estavam congelando”.

À medida que o sol mergulhava no horizonte, a temperatura despencava caindo em dígitos e vendo que essas "crianças" estavam claramente incomodadas, os responsáveis pelo Boston Garden resolveram abrir as portas e disseram que as pessoas poderiam esperar lá dentro até a bilheteria abrir pela manhã.


“Logo, as pessoas começaram a tomar as suas garrafas de vinho e começaram a fumar uns baseados, o que deixaram todos meio turbulentos”, continuou Davis.

Então, assim que o turno do pessoal de segurança havia terminado, as coisas realmente começaram a esquentar: “As crianças invadiram as concessões de cerveja e começaram a beber tudo”, explicou Davis. “E quando chegou o próximo turno, eles começaram a incendiar os assentos, para depois pegarem as mangueiras de incêndio para apagar o fogo. O esquadrão de choque da polícia de Boston foi rapidamente chamado para reprimir o tumulto e só às 5:30hs da manhã que eles conseguiram limpar todo o local, que, àquela altura, já havia sofrido um dano de U$ 30 mil dólares".

Vagando pelo local devastado, Davis observou: “O lugar era uma ruína e estava tudo ainda fumegante e completamente alagado ao mesmo tempo. Era como se o lugar tivesse sido bombardeado”.

Quando o prefeito de Boston visitou o local do tumulto, ele viu: “Assentos queimados, a quadra de hóquei inundada e as arquibancadas destruídas. Ele disse num comunicado oficial: 'A banda LED ZEPPELIN nunca mais tocará em Boston'”.

Sendo assim, o grupo se viu banido de uma cidade inteira sem sequer ter atravessado os limites.

De fato, foi somente agora em 2020 que Jimmy Page descobriu que essa proibição havia sido aplicada a eles.


Postando fotos das multidões de Boston em sua rede social depois de uma visita à cidade, o guitarrista escreveu: “Aparentemente houve uma proibição de 05 anos para o LED ZEPPELIN não tocar na cidade... Felizmente, eu não fiquei sabendo de nenhuma dessas travessuras, mas o prefeito era, segundo todos os relatos, um fã do ROLLING STONES”.

留言


Mais Recentes
Destaques
bottom of page