top of page
  • by Brunelson

Led Zeppelin: as peripécias e destruição quando se hospedaram no Edgewater Hotel em Seattle


O Edgewater Hotel localizado em Seattle possui uma certa reputação de devassidão do rock 'n' roll.

A residência à beira-mar ficou famosa em 1964, quando os BEATLES apareceram durante a sua 1ª turnê pelos EUA. Eles seriam apenas a primeira de inúmeras bandas de rock a passar a noite no Edgewater Hotel. Essa longa lista inclui nomes como ROLLING STONES, Frank Zappa e o LED ZEPPELIN, sendo que esse último cometeu todos os tipos de atos controversos, depravados e caóticos no interior do hotel.

Após a visita dos BEATLES, o hotel tornou-se uma espécie de local de peregrinação para os fãs da banda. A gerência do hotel reconhecia uma oportunidade quando via uma e rapidamente cortou o tapete da sala do saguão do hotel em 272 quadrados perfeitos, que mais tarde foram vendidos como lembranças para os fãs dos BEATLES.


Então, em 1969, o LED ZEPPELIN se apresentou pela 1ª vez nos EUA e durante a sua estada no hotel, eles participariam de uma das histórias mais controversas na história do rock 'n' roll: um conto que é conhecido por muitos como o incidente do "mudshark".

O Edgewater Hotel há muito incentivava os seus hóspedes a explorar a localização à beira-mar do prédio pescando diretamente de suas janelas. Os BEATLES fizeram isso em 1964, assim como o LED ZEPPELIN em 1969 – mas por razões muito diferentes.


Existem várias versões diferentes dessa história, assim como está escrito na biografia do LED ZEPPELIN, "Quando os Gigantes Caminhavam Sobre a Terra", a que talvez seja a mais perturbadora de todas - para quem não sabe, fica para cada pessoa que tiver interesse correr atrás dessa história para saber...

Se os detalhes dessa história estão totalmente corretos ou não, ainda está em debate, no entanto, o que ficou claro é que a presença de um cação (filhote de tubarão) no quarto de hotel do LED ZEPPELIN incitou a fúria do gerente do hotel, que, ao descobrir o peixe fedorento no quarto de hotel, prontamente baniu o LED ZEPPELIN do local e proibiu qualquer outra pesca interna para futuros hóspedes.

Mas apesar da proibição, a banda retornaria em 1977, segundo o gerente do hotel na época, James Blum: “De alguma forma, o LED ZEPPELIN reservou quartos no Edgewater Hotel e não conseguimos descobrir antes. Não havia sistemas de computador naquela época e a banda não usou os seus nomes verdadeiros ao reservar os quartos. Passou batido por nós e uma vez que a comitiva da banda fez o check-in, não poderíamos simplesmente expulsá-los”.

O grupo prometeu a Blum que eles estariam em seu melhor comportamento com nenhuma vara de pescar para mantê-los entretidos, mas a banda e a sua equipe precisavam encontrar outras maneiras de passar o tempo.

“Pelo que pude perceber, todos da comitiva do LED ZEPPELIN pareciam estar se comportando bem”, lembrou Blum. “Então, na manhã em que eles deveriam fazer o check-out, recebi uma ligação da nossa gerente da limpeza (governanta) e perguntei a ela: 'Os quartos de hotel da banda estão em boas condições?'”

"A resposta foi curta: 'não'", respondeu Blum. Na noite anterior, o LED ZEPPELIN havia decidido desligar os aparelhos de TV dos seus 05 apartamentos que tinham reservado e jogá-los pela janela para cair no mar, onde viram as TVs afundarem na água como vítimas de algum desastre naval.

“As televisões estão faltando em todos os 05 apartamentos”, relatou a governanta, depois de verificar que cada um dos 05 quartos também estavam destruídos. "Fique aí que eu estou indo”, respondeu Blum.

Antes, Blum instruiu o recepcionista a notificá-lo no momento em que o LED ZEPPELIN entrasse pelo saguão do hotel, mas como num passe de mágica, o empresário do LED ZEPPELIN apareceu vindo de encontro à recepção. Blum observou enquanto o empresário folheava um grosso maço de dinheiro antes de entrega-lo em mãos.

"Senhor, também devo cobrar por aqueles aparelhos de televisão que foram jogados pela janela dos quartos”, disse Blum ao empresário do LED ZEPPELIN. O mesmo perguntou: “Quantas TVs eles jogaram fora?”


Blum respondeu: "Foram 05 TVs a U$ 500 dólares cada, devemos cobrar um adicional de U$ 2.500 dólares”.

Blum finalizou: "Ele enfiou a mão no bolso de sua jaqueta e tirou outras 25 notas de U$ 100 dólares e as deslizou para mim, rindo para si mesmo o tempo todo".

Comments


Mais Recentes
Destaques
bottom of page