• by Brunelson

Tom Morello: falando sobre Chris Cornell e Zack de la Rocha


Durante uma entrevista com a revista Revolver, o guitarrista das bandas RAGE AGAINST THE MACHINE e AUDIOSLAVE, Tom Morello, falou sobre os vocalistas dessas duas bandas, Zack de la Rocha e Chris Cornell.

Morello foi perguntado sobre o quê Chris Cornell trouxe para ele musicalmente e também o que Cornell solicitava a Morello e o relacionamento entre eles.


* Tom Morello: “há algo único na forma como a música é verdadeira, onde nada mais lhe atinge"


* Tom Morello: "não deixe para trás quem você é no que você faz no dia-a-dia"

Seguem alguns trechos dessa entrevista:

“Em primeiro lugar, fui colega de banda e amigo de Chris Cornell, mas nunca deixei de ser fã dele. Quando eu estava em turnê com a minha banda chamada LOCK UP - antes do RAGE AGAINST THE MACHINE - estávamos em turnês em vans e a regra era: quando você está dirigindo, você escolhe a música para tocar no som do carro".

"E naquela época, eu sempre escolhia aquelas primeiras fitas demos e EP's do SOUNDGARDEN, dentre outras. Falando sobre o conteúdo lírico é um destaque, mas também acredito a Chris Cornell, talvez duas ou três bandas a mais, tipo, SOUNDGARDEN, JANE'S ADDICTION e talvez LIVING COLOR, eram bandas que abraçaram musicalmente tudo o que era ótimo sobre heavy metal, com riffs enormes e sem remorso!"

“Mas as letras eram inteligentes, identificáveis, artísticas, poéticas e tinham vida própria. Não estavam apenas cantando sobre garotas e o diabo em cima de alguns riffs arrasadores. Havia nuances e profundidade naquilo e você poderia 'entrar' neles se fosse uma pessoa inteligente e também fornecia uma amplitude maior. Eu amo heavy metal e adoro poesia, sendo que Chris Cornell foi uma das pessoas que uniu essas coisas e de certa forma foi um sucesso comercial no topo das paradas”.

“Então, de certa forma, todos nós devemos a ele um grau de dívida por, eu acho, salvar o metal. Quando estávamos no AUDIOSLAVE, o nosso ímpeto inicial foi de que ele tinha sido o principal compositor e vocalista do SOUNDGARDEN, assim como letrista. E quando nos reunimos, Chris havia me dito: ‘Eu não quero compor músicas, só quero me concentrar nas letras e na melodia, e vocês escrevem as músicas'".

“Chris Cornell era mágico e abençoado de muitas maneiras, além de ser um cara adorável. De qualquer forma, ele tinha essa habilidade de criar melodias numa bela e feroz melodia do éter. Eu me lembro bem de ter gravado o nosso álbum homônimo de estreia em 2002 do AUDIOSLAVE, com o produtor Rick Rubin".

“Rubin ficava nos dizendo sobre Chris Cornell: 'Vocês não entendem o quão sortudo vocês são em tê-lo na banda. Eu trabalho com muitos vocalistas e é difícil fazer uma boa melodia, mas esse cara está se movendo da direita para a esquerda o tempo todo!'"

"Músicas como 'Like a Stone' e 'I Am The Highway', não importava o que tocávamos, fosse uma progressão de acordes mais simples ou um riff pesado e mais complicado, Chris apenas se sentava numa cadeira com o seu cigarro, absorvia a melodia vocal e falava: 'Ok, parece uma ótima música aí... Qual é a próxima?'"

Tom Morello também falou sobre Zack de la Rocha: “Na minha opinião, ele é o maior frontman de todos os tempos. Ele é o James Brown punk rock. Não há ninguém na história da música ocidental que tenha o tipo de compromisso espiritual total no palco e no estúdio como ele tem".


* Tom Morello: revelando o maior frontman de todos os tempos

Morello finalizou: "E é combinado com um intelecto brilhante, onde Zack também é um músico tremendo e é realmente uma combinação incrível... Me sinto afortunado por estar em uma banda com ele".


* Chris Cornell: perguntado sobre Zack de la Rocha dias antes de falecer


* Audioslave: "nunca tinha conhecido um vocalista com aquela habilidade inata de Chris Cornell"


"Like a Stone" (1º disco, "Audioslave", 2002)


"Bombtrack" (1º disco, "Rage Against The Machine", 1992)


  • Facebook Social Icon
Mais Recentes
Destaques