• Estácio S. Filho

Audioslave: "nunca tinha conhecido um vocalista com aquela habilidade inata de Chris Cornell&qu


Durante uma recente conversa com a revista Rolling Stone, o guitarrista das bandas RAGE AGAINST THE MACHINE, AUDIOSLAVE e PROPHETS OF RAGE, Tom Morello, relembrou - dentre vários assuntos que o site rockinthehead publicou em partes - os primeiros dias de sua jornada musical, o desenvolvimento do seu estilo característico, a amizade com os membros da banda TOOL, sua admiração pelo artista Bruce Springsteen, como ele vê o futuro da guitarra e bem como sobre a clássica música de sua banda, "Killing in The Name" (1º disco, "Rage Against The Machine", 1992).



Nesta última parte que iremos publicar, Tom Morello relembrou como foi a mudança do vocalista Zack de la Rocha no RAGE AGAINST THE MACHINE para Chris Cornell no AUDIOSLAVE.


Quando questionado sobre o que ele tirou e aprendeu com o falecido Chris Cornell quando tocavam juntos no AUDIOSLAVE, Morello respondeu:


“Ele nos salvou. Nós meio que salvamos uns aos outros, pois estávamos meio à deriva com o fim do RAGE AGAINST THE MACHINE e um monte de frustrações rolando, onde estávamos tentando descobrir como compor novas músicas com Chris Cornell... Foi quando gravamos o álbum homônimo de estréia do AUDIOSLAVE em 2002, tipo, foi muito rápido, cara..."


"E nunca conhecemos um vocalista com esse tipo de habilidade inata de conjurar uma melodia linda e assustadora do éter ao mesmo tempo, tipo, nunca tinha visto isso antes. O produtor Rick Rubin, que trabalhou em nosso primeiro álbum, falava para nós: 'Vocês não sabem o quanto são sortudos em ter esse cara na banda!'"


"Fomos de um dos maiores frontman e letrista de todos os tempos, Zack de la Rocha, para um dos maiores cantores da história do rock'n roll".


"E fosse uma progressão de acordes ou algum riff complicado, Chris criaria sem esforço uma ótima música a partir disso. Então, essa foi a primeira coisa que valorizei, trabalhar em torno desse tipo de gênio e brilho".


"E ele era uma grande pessoa também. A sua genialidade era que ele era capaz de explorar os cantos mais sombrios de sua psique - e eles estavam lá, eram abundantes, alimentavam a sua melhor música e em última análise, o fez incognoscível".


"Mas você sabe, todos os dias eu sinto falta daquele cara... Ainda é horrível e é uma ferida incurável que ele se foi".


Confira a performance do AUDIOSLAVE com a música "Show Me How to Live", lançada no disco de estréia da banda:

Confira as outras matérias que o site rockinthehead está publicando, referente as recentes entrevistas que Tom Morello concedeu para as revistas Rolling Stone e Premier Guitar:


* Tom Morello: falando sobre mais pedais de distorção para guitarra que ele usa


* Tom Morello: revelando qual foi o seu momento de epifania no rock'n roll


* Rage Against The Machine: guitarrista revela o significado das letras da canção "Killing in The Name"


* Tom Morello: "fiz a transição de um triturador heavy metal estereotipado, para criar sons mais experimentais"


* Tom Morello: confessando a sua admiração por Bruce Springsteen


* Tom Morello: perguntado sobre o futuro da guitarra

  • Facebook Social Icon
Mais Recentes
Destaques

2016 by RockInTheHead