top of page
  • by Brunelson

Jimi Hendrix: o poema que ele escreveu na noite em que morreu


Quando Jimi Hendrix morreu antes do seu tempo, foi como se uma estrela tivesse sido apagada de um céu noturno.

Assim como o guitarrista do THE WHO, Pete Townshend, havia dito quando viu pela 1ª vez um show de Hendrix: "Foi uma experiência cósmica. Foi no clube Blazes em Londres. Ele foi incrível e pensando hoje, você precisaria ter visto Jimi Hendrix num show para entender o que ele realmente era".


Townshend continuou: “Ele era um músico maravilhoso! Jimi não era um grande cantor, mas tinha uma voz linda, esfumaçada e muito sexy... Quando você o via num show, ele parecia um xamã no palco, tipo, é a única palavra que posso usar para descrever. Não sei se é o termo correto, mas uma luz parecia sair dele, sabe? Ele subiria ao palco e de repente explodiria em uma luz... Jimi era muito gracioso”.

Infelizmente, nas primeiras horas do dia 18 de setembro de 1970, essa luz foi diminuída.

O maior guitarrista de todos os tempos ardeu por apenas 04 anos quando foi para Londres e montou a sua banda, acrescentando credibilidade ao ditado de que a luz que brilha 02 vezes mais dura metade do tempo. Os relatórios oficiais dos legistas afirmaram que Hendrix se engasgou com o seu próprio vômito enquanto dormia e morreu de asfixia relacionado aos remédios que ele havia tomado para dormir e uma grande quantidade de vinho que tinha em seus pulmões.


Desde então, o rock chorou e não parou de se emocionar com a sua música incomparável e que ainda influencia gerações.

Naquela noite fatídica, Hendrix estava em Londres festejando até as 03:00hs da madrugada, quando voltou para o seu quarto de hotel junto com a sua namorada, Monika Dannemann. Ele também escreveu um poema naquela noite em homenagem a sua namorada e essas últimas palavras foram um símbolo do lado positivo da tragédia que a sua arte representa.

Confundido como uma nota de suicídio, Hendrix aparentemente pretendia transformar o seu poema solene em uma canção. Estas são as últimas palavras escritas pelo grande Jimi Hendrix:

“A história de Jesus / Tão fácil de explicar / Depois que o crucificaram / Uma mulher, ela reivindicou o seu nome / A história da vida é mais rápida que um piscar de olhos / A história do amor é um alô e um adeus / Até nos encontrarmos novamente”.

Estas são apenas as palavras que foram liberadas, pois sabemos que outras linhas foram escritas também, mas nunca se tornaram públicas. Também é dito que o poema foi escrito em homenagem a Dannemmann e Hendrix o entregou a ela e lhe disse: “Quero que você guarde isso para sempre. Não quero que se esqueça de nada do que está escrito. É uma história sobre você e eu”.

Embora isso possa soar como um presságio sinistro, aqueles que o conheciam e estavam a par das circunstâncias em primeira mão estavam certos de que a sua morte não foi suicídio, mas simplesmente um erro cometido por um homem rebelde. Hendrix tinha dificuldade em dormir e conforme biografias, ele dormia de 02 à 04 horas por noite, às vezes ficava mais de 24hs acordado. Cansado como estava, ele tomou 07 comprimidos para dormir, os quais fariam ele descansar para sempre.


Porém, enquanto estava tendo a convulsão, a sua namorada iria admitir mais tarde, depois de várias declarações contraditórias, que ela pegou uma garrafa de vinho e despejou sobre a boca de Hendrix, no intuito de limpar o vômito para que Hendrix pudesse respirar, mas que na verdade só iria piorar a situação, pois todo o vinho foi parar no pulmão de Hendrix. Anos mais tarde, Monika Dannemann não iria conseguir conviver com essa culpa e cometeria suicídio.


Tanto que amigos próximos de Jimi Hendrix ficaram surpresos quando a autópsia revelou uma grande quantidade de vinho em seu pulmão, pois todos sabiam que Hendrix não gostava de beber vinho.

O seu empresário no início de carreira, Chas Chandler, disse que as suas palavras finais escritas nesse poema foram que ele “precisava de ajuda” e queria mudar o seu estilo de vida turbulento - sem descanso, não via a cor do dinheiro, sempre cercado por "sanguessugas", idas a tribunais, amarrado em contratos com o seu empresário atual, Michael Jeffery, assim como com a gravadora e outros artistas que Hendrix serviu como membro de apoio em suas bandas quando ele estava começando a sua carreira musical e que depois do sucesso de Hendrix, alguns deles queriam "beliscar" algo para ganhar um dinheiro em cima.

Assim, Hendrix tomou um banho quando chegou em seu quarto de hotel e escreveria esse poema comovente antes de dormir, o que aconteceria de ser o seu último ato em vida.









Comments


Mais Recentes
Destaques
bottom of page