• Estácio S. Filho

Soundgarden: "aquilo o libertou e Chris fez todo o seu canto"


Em uma nova entrevista para a revista Rolling Stone, o guitarrista do SOUNDGARDEN, Kim Thayil, disse que a banda pensou em encontrar um novo vocalista lá nos anos 80, para que Chris Cornell pudesse se concentrar na bateria.


Embora o SOUNDGARDEN já tenha lançado uma tonelada de material inédito nos últimos anos, como na caixa de aniversário de 25 anos do 3º disco, "Badmotorfinger" (1991), a caixa do 20º aniversário do 4º disco, "Superunknown" (1994) e da coleção "Echo of Miles", ainda há algum material irresistível nos cofres.


Isso pode incluir a fabulosa fita cassete de 15 músicas que compreende as gravações mais antigas que o grupo já fez, mesmo antes de sua estréia na compilação de bandas independentes do disco "Deep Six", em 1986, quando Cornell ainda estava na bateria.


Sobre esta fita, Thayil falou: "Em termos de qualidade de áudio, esse é todo o material de 04 faixas que fizemos em nosso porão. Seria como um tipo de qualidade a la bootleg, mas eu acho que os fãs apreciariam isso. Em algum momento, nós faremos alguma coisa... Foram sessões com somente 03 pessoas, eu, Hiro (baixista) e Chris (vocalista/baterista)".


"Ele era um bom baterista, não é como Matt Cameron, mas ele compôs muito bem como baterista. Eu penso tanto na ideia, de quando Hiro e eu queríamos chamar um cara para cantar, para que Chris continuasse tocando bateria, mas Chris realmente queria se levantar e trouxe um amigo nosso, Scott Sundquist, para tocar bateria".


"Isso o libertou e Chris conseguiu fazer todo o seu canto”.

  • Facebook Social Icon
Mais Recentes
Destaques

2016 by RockInTheHead