Audioslave: "nunca chegamos num acordo sobre negócios e questão musical".

November 25, 2017

Joe Baldwin, repórter do Jornal Undisputed Music and Entertainment da cidade de Baltimore/EUA, havia entrevistado lá em 2014 o falecido vocalista das bandas AUDIOSLAVE, SOUNDGARDEN e TEMPLE OF THE DOG, Chris Cornell.

 

Dentre vários assuntos abordados, segue somente um trecho onde Chris havia falado sobre a sua saída do AUDIOSLAVE em 2006.

 

Jornalista: Então, o que aconteceu com o AUDIOSLAVE?

 

Chris Cornell: "Foi uma combinação de várias coisas. Nunca chegamos a um acordo sobre certas questões de negócios e também sobre questões musicais. Ignoramos isso por um tempo, pois estávamos ocupados e fazendo grandes discos. Quando estávamos prestes a sair em turnê, essas porcarias de negócios já estavam afetando a nossa serenidade na estrada, porque eu vinha de um contrato assinado com uma gravadora e o pessoal da banda era de outra gravadora, sabe? Aquilo começou a se repetir mais e mais e claramente precisava ser resolvido. Nos encontrávamos para resolver essas coisas, mas quando nos reuníamos, os advogados de cada gravadora nunca chegavam num acordo. E também o fato de termos escrito tantas músicas e lançado 03 discos em um período tão curto de tempo, o que nos deixou numa situação em que criar algo novo seria trabalhoso demais para que eu me interessasse. Tínhamos uma abordagem de composição bem direta e minimalista que foi ótima para mim por um tempo, mas eu gosto de mudanças e há muito mais coisas que eu gostaria de fazer, sabe? Com a combinação disso tudo, eu pensei: 'Se tenho que descobrir com a minha própria cabeça uma maneira de reinventar essa banda, é melhor então eu simplesmente ter o meu próprio espaço'. Trata-se de liberdade".

 

“Com o SOUNDGARDEN eu realmente ficava e ainda fico envolvido em tudo, de composição a produção, sons, mixagem e cada aspecto que envolve todo o processo. Com o AUDIOSLAVE eu estive longe da produção... O produtor e os outros membros da banda eram quem mexiam com isso. O SOUNDGARDEN nunca permitiu isso, porque nós cortávamos os produtores. Com o AUDIOSLAVE eu só queria saber como era ‘não produzir’. Nós estávamos trabalhando com o produtor Rick Rubin no AUDIOSLAVE e eu me senti confortável em deixar tudo nas mãos dele. Me liguei mais em cantar e escrever as músicas, mas eu não estive lá no estúdio quando Tom Morello gravou as suas guitarras ou coisa assim. Fazer um álbum com o AUDIOSLAVE era bem diferente do que fazer um disco com o SOUNDGARDEN, bem diferente mesmo...”

 

Confira o vídeo clipe da canção "Until We Fall", lançada no 3º e último álbum de estúdio do AUDIOSLAVE, "Revelations" (2006):

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Social Icon
Mais Recentes

Jimmy Chamberlin: baterista do Smashing Pumpkins revela bastidores de gravação e relacionamento musical com Billy Corgan

September 28, 2020

1/5
Please reload

Destaques
Please reload

2016 by RockInTheHead