Pearl Jam: “Chris foi o melhor artista que saiu de Seattle na era grunge”

June 20, 2017

 

O guitarrista do PEARL JAM, Mike McCready, falou sobre a morte de Chris Cornell e a amizade de Chris com Eddie Vedder, em uma nova entrevista para o site Salon:

 

"É uma coisa tão triste e trágica que ainda estou meio desnorteado com isso. Em termos de sua música e como compositor, e obviamente como cantor, ele era um dos melhores, se não o melhor que saiu de Seattle quando o grunge surgiu em meados da década de 80 e início dos anos 90. Ele poderia somente ter gravado ‘demos’ e ter lançado as suas coisas em fitas ‘demo’ que já seria tudo ótimo. Ele era como Deus, pois ele poderia fazer várias coisas, sabe? Ele sabia tocar bateria, tocava baixo e ainda podia cantar como este incrível vocalista que era. Eu apenas acho que a sua música era assim”.

 

“Também para que todos saibam, no começo da minha carreira e a de Eddie ele nos ajudou muito, principalmente ao Eddie. Não é a toa que Eddie o chamou de irmão mais velho num desses shows solo que ele está atualmente fazendo pela Europa. Porque Eddie veio de San Diego/California e chegou como um estranho em Seattle, onde Chris se aproximou dele para lhe dar amparo. Chris foi muito acolhedor com Eddie. Com o respeito que Chris tinha em Seattle, foi ele quem desejou boas-vindas a Eddie. Eu acho que Chris agiu dessa forma, porque ele era companheiro de quarto com Andy Wood (falecido vocalista do MOTHER LOVE BONE) e por conhecer muito bem Jeff Ament e Stone Gossard (baixista e guitarrista do MOTHER LOVE BONE e depois do PEARL JAM), era como se aquilo fosse uma coisa nova e eu dei todo o apoio também".

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Social Icon
Mais Recentes

Mark Lanegan: comparando o Pearl Jam ao Grateful Dead

February 26, 2020

1/5
Please reload

Destaques
Please reload

2016 by RockInTheHead