Band of Gypsys: confira o poema escrito pelo Jimi Hendrix que está contido no encarte deste álbum.

April 11, 2017

* PARTE 01/02:

 

 

 

No ano de 1970 o JIMI HENDRIX havia lançado o seu 4º e último álbum de “estúdio” chamado “Band of Gypsys”. Sempre querendo inovar nas suas técnicas e métodos de gravação (além de várias circunstâncias burocráticas e emocionais que serão esclarecidas em um futuro e-mail), o Jimi havia optado por gravar este seu novo álbum de estúdio em um show ao vivo, para assim tentar captar a originalidade, alma e fluidez direto da sua essência. Ou seja, para que o mesmo não fosse gravado, editado e produzido em um estúdio de gravação normal, que seria o jeito convencional que todos nós conhecemos de se gravar um álbum...

 

E claro, as músicas aqui apresentadas são todas inéditas que não constam em nenhum álbum de estúdio que o Jimi já havia lançado até então. O álbum inteiro é uma compilação somente dessas músicas inéditas que foram apresentadas em 02 shows que o Jimi fez na véspera do Ano-Novo de 1969/1970 e mais 02 shows que ele fez no dia 01 de Janeiro/1970, todos realizados na cidade de New York na famosa casa de shows chamada Fillmore East.

 

E no encarte deste álbum consta um breve poema escrito pelo JIMI HENDRIX que começa assim:

 

 

Criança bebê como um homem, vivendo como um grão de areia...

Sentado a margem da constante mudança,

Cumprimentando o nascer do sol...

Colheu em cima da mulher cigana,

Cabelo noturno flamejante como corvos ainda dormindo..., pano de arco-íris.

Tamborim elogiando o cântico dela e as suas escolhas graciosas,

E Deus irá amá-la...

 

Na verdade, eu olhava para ela a minha direita..., vindo adiante.

E a criança bebê, em seguida no 2º lugar, olhou para a esquerda do seu olho,

E 11 ou 12 mulheres, homens e pequeninos se aproximaram

Eles estavam vestidos em seus desejos de mestrado,

De vestes brancas balançantes para serem batizados.

Estes 02 mundos se cruzavam na minha frente,

Quando mais tarde,

A criança bebê bebeu um coração cheio de oceano...

Cuspiu o desperdício e caminhou sobre o novo dia.

 

Jimi Hendrix.

 

continua...

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Social Icon
Mais Recentes

Grunge: Top 50 melhores álbuns pela Revista Rolling Stone - nº 38

November 12, 2019

1/5
Please reload

Destaques
Please reload

2016 by RockInTheHead