top of page
  • by Brunelson

The Who: o lendário 1º encontro entre Keith Moon e o ator Oliver Reed


Não para exaltar os excessos, mas se a bebida era um campo de batalha, então, o encontro de Keith Moon (baterista do THE WHO) e Oliver Reed (ator) é semelhante a uma alegoria lendária de alguma festa ao redor da fogueira no meio da floresta na época medieval - cambaleante e cantante.

De acordo com o músico Peter Butler, que estava presente quando Moon e Reed se conheceram, essa lendária colisão de forças desordenadas desafiou os livros de história de uma forma que algum conto de uma fábula nem poderia chegar perto.

Essa é a história do início de uma amizade peralta...

O mal-humorado Oliver Reed – que Ozzy Osbourne, o chamado "Príncipe das Trevas", descreve o ator como um gigante bêbado aterrorizante do tamanho de um urso que frequenta uma academia – estava reclinado na banheira em sua mansão, sem dúvida cogitando casualmente qual seria a sua próxima travessura.


De repente, a superfície da água em sua banheira começou a ondular e chamou a atenção de Reed.

Lentamente, as ondulações da água tornaram-se mais violentas e com elas o volume de um som aumentando gradativamente, que tinha começado parecendo um motor de uma moto ao longe, para se tornar numa cavalgada enorme como se várias tropas a cavalo estivessem chegando em sua residência.

Em seu modus operandi enraizado à sua conduta típica, Reed avistou e sem nenhum aviso prévio, um helicóptero chegando do horizonte, o que fez com que o ator entrasse em ação como se estivesse sendo filmado para um novo filme de Hollywood. Ele saltou pra fora de sua banheira e começou a se comportar como um herói em ação recusando a possibilidade de hastear uma bandeira branca - apesar das mínimas probabilidades a favor dele.

Vestindo nada mais do que em seu roupão, o ator de Hollywood subiu no telhado de sua casa com uma espingarda calibre 12 debaixo do braço. Foi nesse momento que Reed começou a atirar em direção ao helicóptero, com a intenção de explodi-lo e que caísse em chamas no quintal de sua mansão.

Peter Butler, que estava nesse helicóptero junto com Keith Moon e sua namorada sueca, relatou na biografia de Moon: “Tudo o que eu consigo lembrar é estar voando de helicóptero e ver Oliver Reed no telhado de sua casa com uma espingarda calibre 12, onde eu escutava os tiros: 'Blam! Blam!' Estávamos todos com medo, Keith estava com medo e eu também".

O mais assustado de todos era sem dúvida o piloto do helicóptero que Moon havia alugado naquele dia para o que ele pensava ser uma viagem de rotina sobre as pitorescas paisagens da Inglaterra.

Agora, o piloto estava tendo que mergulhar e girar o helicóptero como uma cena de um filme de ação de Hollywood para evitar que um renomado ator britânico seminu os derrubassem do céu em um ataque incessante de espingarda.

Butler continuou: “O piloto do helicóptero se cagou todo! Tivemos que dar a volta e pousar num terreno qualquer ali por perto, pois estávamos numa zona rural. Saímos do helicóptero e fomos até a casa de Oliver Reed com uma certa apreensão. Especialmente comigo, porque eu iria apresenta-los um ao outro e fiquei pensando: 'Eu vou apresentar Keith Moon a Oliver Reed e com a fama de travessuras que Moon possui, esses 02 podem acabar se explodindo juntos'".

No entanto, se o aço mais forte é forjado das chamas mais quentes, então, Reed e Moon estavam destinados a serem amigos desde sempre.

“Foi como uma combinação feita dos céus”, acrescentou Butler com evidente alívio, mesmo quando está apenas relembrando o incidente. “Oliver Reed apenas estendeu a mão e disse: 'Bem-vindos à minha casa, rapazes', e foi isso, ficamos na casa dele por 03 dias”.

Aparentemente, não houve sequer nenhuma menção por parte de Reed de "porra, por que você está tentando pousar um helicóptero na minha propriedade sem me avisar?" e esta é simplesmente uma das muitas pontas soltas nesse histórico 1º aperto de mão entre Reed e Moon, assim como que deve ter sido a reação do piloto quando chegaram a pé na casa de Reed - querendo tirar satisfação ou se ficou calado e perplexo com o ocorrido, talvez com medo da reação de Reed ali em pé, na sua frente.

Acontece que Moon e Reed continuariam amigos pelo resto dos seus dias e a razão pela qual o baterista apareceu sem avisar na casa do ator, era porque Reed estava escalado para estrelar o filme "Tommy" (1975), baseado na ópera rock do THE WHO, o álbum "Tommy" (4º disco, 1969). Reed interpretou o padrasto de Tommy no filme, que só pode ser descrito como um dos elencos mais "inspirados" e imprudentes na história de Hollywood.

Esse filme experimental e alternativo pode não ter sido um clássico absoluto, mas pelo menos nunca deu indícios de que afundaria ou pegaria fogo antes e depois de sua estreia, como quase poderia ter acontecido com o episódio do helicóptero.
















Comments


Mais Recentes
Destaques
bottom of page