• by Brunelson

The Who: quando o vocalista Roger Daltrey deu um soco no baterista Keith Moon


Como qualquer garoto londrino nos anos 50 e 60, o futuro vocalista do THE WHO, Roger Daltrey, nunca teve medo de parar de falar o que pensava e se fosse preciso armava os punhos para o que viesse a frente.

O temperamento de Daltrey é lendário e também conhecido por explodir de vez em quando, mesmo quando eram com os seus companheiros de banda.

Foi algo que o baterista Keith Moon experimentou em primeira mão e quase custou ao cantor a sua permanência na banda.

Em 1965, THE WHO era a questão premente na boca de todos, onde o grupo começou a eviscerar o público com os seus shows e subsequente destruição dos instrumentos, sendo que a tensão estava alta junto com muitos dos membros da banda.

"Preso" entre duas potências musicais, Daltrey muitas vezes agiu como o intermediário entre o guitarrista Pete Townshend com o baterista Keith Moon. O guitarrista era conhecido por sua própria personalidade rabugenta, muitas vezes rápido em atacar verbalmente com a sua língua afiada. O baterista era, em vez disso, um festeiro genuíno. Por um lado, enquanto o crescente abuso de substâncias de Moon estava desgastando os ânimos, por outro lado, Townshend estava empurrando Daltrey cada vez mais para fora dos holofotes.

Porém, na preparação para o incidente contundente, lembremos que o THE WHO é famoso pelos seus shows em ambas partes da moeda.

Uma vez o vocalista foi atacado por fãs, machucando as suas costas. Outro show viu a van da banda sendo roubada junto com todo o equipamento dentro. Houve a infame apresentação do grupo na Dinamarca que, depois de alguns minutos de furioso rock and roll, viu a multidão correr para o palco e causar mais de U$ 10 mil dólares de prejuízo na época.

Foi durante essa turbulenta turnê que a paciência de Daltrey para com Moon estava ficando cada vez mais incoerente, onde o vocalista finalmente se esgotou e não aguentou mais.

Depois de um show particularmente ruim referente a performance de Moon na bateria, Daltrey encontrou o estoque de drogas de Moon e jogou fora em uma tentativa de mostrar um ponto sério sobre a sua crescente dependência química. Naturalmente, Moon não ficou nada satisfeito e logo foi tirar satisfações na cara do cantor.

Isso é o suficiente para acabar com algumas marcas de machucado no rosto e Daltrey socou o nariz de Moon que logo estaria ensanguentado.

“Vieram umas 05 pessoas para me afastar dele”, lembrou o vocalista em sua biografia, "Roger Daltrey: The Biography". Ele continuou: “Não era só porque eu o odiava, era só porque eu amava muito a banda e achava que ela estava sendo destruída por aqueles comprimidos (anfetaminas)".

Em uma reviravolta digna de nota na história do rock, Townshend e o baixista John Entwistle ficaram ao lado de Moon durante esse desastre e concordaram que Daltrey, ao jogar fora as pílulas de Moon, tinha simplesmente ido longe demais. Eles o demitiram do grupo com efeito imediato e sinalizaram o fim de sua carreira antes que ela pudesse realmente começar.

Foi uma decisão que não durou muito...

Depois que os empresários do THE WHO, Kit Lambert e Chris Stamp, se envolveram com as travessuras de cada membro da banda, a discussão logo se acalmou. Assim que os empresários explicaram o sério dano que a perda dos vocais de Daltrey nesta fase da carreira da banda poderia causar à sua trajetória, a discussão terminou por completo.

Infelizmente, o tempo de Moon na banda chegaria ao fim prematuramente com a sua morte em 1978, depois de sua luta contra as drogas e álcool durante toda a sua vida.


* The Who: confira 1ª apresentação da canção "My Generation" na TV em 1965

Confira exatamente a 1ª apresentação do THE WHO na TV com a música "My Generation" em 1965, que também havia sido a 1ª apresentação do vocalista Roger Daltrey após ter sido expulso da banda:


  • Facebook Social Icon
Mais Recentes
Destaques