top of page
  • by Brunelson

The Doors: qual a clássica música que Jim Morrison não queria mais cantar?


Para cada sonho idealista do Verão do Amor e da contracultura hippie dos anos 60, geralmente há um lado muito mais sombrio e feio. Para cada momento de flower power, há sujeira sob as unhas e para cada hino esclarecedor e tremendo, há um cantor que absolutamente o odiava.

Tudo isso e muito mais é composto pela clássica música eufórica do THE DOORS, "Light My Fire".

A canção é amplamente considerada como uma das melhores peças da música popular e chegou um momento em que o mundo inteiro a conhecia - segundo uma pesquisa americana, na época era mais conhecida do que o próprio hino americano.

Lançada em janeiro de 1967 no seu disco de estreia, "The Doors", e em meio à florescente cena hippie de San Francisco, a música "Light My Fire" forneceu um poderoso lembrete da arte no coração do novo movimento da contracultura. Impulsionada pelo lirismo conflituoso e confuso de Jim Morrison, a canção se tornou um momento marcante na história da música - mas Jim Morrison a odiava.

Não é incomum para um compositor acabar no lado errado de sua própria expressão, basta perguntar a Thom Yorke do RADIOHEAD sobre a música "Creep" ou pelas declarações e performances de Kurt Cobain do NIRVANA sobre a canção "Smells Like Teen Spirit", os quais acabariam detestando os seus próprios singles sísmicos.


Mas o que talvez seja mais acentuado sobre o desgosto de Jim Morrison pela música "Light My Fire", é que ela aparentemente encapsulava e representava a banda como se fosse a única da banda e nada mais importava fosse o que o grupo tivesse lançado depois.

No coração desta canção está um lamento lascivo e juvenil. É um sonho hedonista que parece reduzir as complexidades do amor, da vida e da condição humana, a um ato tão simples quanto acender um fósforo. Poético e poderoso em quase todas as notas, a música “Light My Fire” rapidamente encontrou fama com o seu público e se tornou um hino de rebelião.

O guitarrista Robby Krieger foi o principal responsável por trás desta canção e ele lembrou uma vez para a revista Uncut numa entrevista, como os elementos tradicionais de fogo, ar, terra e água inspiraram a sua escrita: “Eu morava com os meus pais e tinha o meu amplificador e uma guitarra Gibson SG. Perguntei a Jim sobre o quê deveria escrever e ele me disse: ‘Algo universal, que não vai desaparecer daqui a 02 anos. Algo que as pessoas possam interpretar a si mesmas'. Disse a mim mesmo que escreveria sobre um dos 04 elementos: terra, ar, fogo ou água; Eu escolhi o fogo, porque eu amava a música do ROLLING STONES, ‘Play With Fire’, e foi assim que aconteceu”.

Com uma melodia em mente e uma inclinação folk na progressão da canção, Krieger e o THE DOORS levou a música ao inconsciente coletivo das pessoas. Seria lançada estrategicamente como single em abril de 1967, às portas do Verão do Amor que ainda iria iniciar e alcançou o 1º lugar nas paradas.

A popularidade nem sempre gera estima e quase tão rapidamente quanto essa música se tornou um grande sucesso, tornou-se um bicho-papão para o seu vocalista. Jim Morrison supostamente indicou em seus diários que ele não se importava com esta canção e absolutamente odiava canta-la nos últimos anos de banda, algo que foi confirmado quando um fã azarado solicitou num show do THE DOORS que eles tocassem esta canção.

Morrison simplesmente respondeu o fã com xingamentos fortes e ficou claro que ele via esta canção como um peso no pescoço de sua direção artística. Com a popularidade da música transformando o THE DOORS na nova sensação popular, Morrison sentiu que a sua mensagem estava sendo obscurecida pelo dinheiro, fama e intrigas.

Seria um problema para ele até o dia de sua morte...

Em uma reviravolta do destino, a canção "Light My Fire" seria a última música que Morrison tocou ao vivo para o seu público em 12 de dezembro de 1970. Nesta fase de sua vida, O Rei Lagarto se desvinculou de sua arte e a fama se tornou um súcubo sempre presente.


Assediado e bêbado, Morrison ficou entediado com essa música no final de sua carreira e assim que a cantou pela última vez, jogou o microfone no chão e o quebrou, encerrando o que seria a última apresentação ao vivo do THE DOORS com o seu vocalista original.



"Light My Fire"






Comentarios


Mais Recentes
Destaques
bottom of page