top of page
  • by Brunelson

Soundgarden: a música que precisou de 02 dias e 02 gravações completas para Chris Cornell aprovar


Assim como o seu camarada do grunge e frontman do NIRVANA, Kurt Cobain, o frontman do SOUNDGARDEN, Chris Cornell, também teve um relacionamento ambíguo com o seu material mais celebrado.

Conhecido por seu perfeccionismo, Cornell se esforçou repetidamente ao limite de sua capacidade e frequentemente rejeitando gravações que não atendiam às suas expectativas.


Curiosamente, uma das músicas com as quais ele teve mais problemas foi o single de maior sucesso da banda, a canção "Black Hole Sun" (4º disco, "Superunknown", 1994).




“Eu estava voltando para casa por volta das 04:00hs da madrugada quando escrevi essa música”, Cornell havia dito ao radialista Howard Stern em 2007. “Tentei mantê-la girando e girando na minha cabeça para não esquecer, cheguei em casa e meio que assobiei a melodia num gravador portátil, que por sinal, nunca ouvi essa gravação, mas gravei apenas no caso de eu me esquecer".

Com a música já totalmente formada, tudo o que Cornell precisava fazer era escrever as letras e gravar uma demo inicial: “No dia seguinte, eu a trouxe para o mundo real, atribuindo algumas mudanças importantes no verso para tornar as melodias mais interessantes”, disse Cornell agora para a revista Uncut. “Eu escrevi as letras e foi semelhante a um fluxo de consciência baseado no sentimento que tive com o refrão e o título que havia criado”.

Até então, Cornell estava surpreso com ele mesmo, mas chegando no estúdio para grava-la, as coisas ficaram mais complicadas.

A gravação demo inicial de Cornell se beneficiou de um certo imediatismo que ele achou difícil de repetir no ambiente formalizado num estúdio, o que não quer dizer que Cornell alguma vez odiou a música "Black Hole Sun".

De acordo com o produtor do álbum "Superunknown" do SOUNDGARDEN, Michael Beinhorn, a ideia de que Cornell se ressentiu com a canção "Black Hole Sun" é meio que um mito: “Acho que ele reconheceu o tipo de poder que essa música tinha e acho que Chris estava muito mais consciente era do efeito que esta canção que ele havia criado iria reverberar. Na época, Chris tinha um bom estoque de músicas novas e sabia que a canção 'Black Hole Sun' era, por falta de uma palavra melhor, uma moeda poderosa”.

Obviamente, isso tornaria muito importante que a gravação dessa música fosse realizada de forma correta, algo com a qual Cornell realmente se esforçou.

De acordo com Beinhorn: "Foi a canção do disco que a gravamos completa e pra valer por 02 vezes e levamos 02 dias para fazer isso. Chris gravou o seu vocal (que sempre é a última parte a ser gravada, depois de todos os instrumentos), ele voltou para a sala da mesa de som do estúdio, olhou para mim e disse: 'Ficou uma merda, temos que fazer tudo de novo'. Eu me lembro de ter ficado bastante impressionado com isso, porque até então, não tinha trabalhado com uma banda ou artista que depois de ouvir o seu próprio trabalho completado, chegar a mim e dizer: 'Não ficou bom o suficiente'".

Beinhorn finalizou: “Ele sabia que tinha que fazer tudo de novo. Chris sentiu fortemente que não tinha ficado bom o suficiente, então, ele colocou 110% de si na nova gravação que fizemos e ele estava bem ciente - pelo menos essa foi a minha experiência e visão que tive - que a música 'Black Hole Sun' era a peça principal do álbum. Quero dizer, o disco todo é ótimo e teria sido ótimo mesmo sem esta canção, mas o fato de que ela foi lançada depois de tanto esforço, meio que selou um acordo interno em Chris Cornell".


"Black Hole Sun"












Комментарии


Mais Recentes
Destaques
bottom of page