Alice in Chains: resenha do álbum "Alice in Chains" (1995)

January 24, 2020

 

ALICE IN CHAINS havia lançado o seu 5º trabalho de estúdio em 07 de novembro de 1995. O esforço auto-intitulado marcou o último álbum da banda com o vocalista original do grupo, Layne Staley, falecido em 2002.

 

O disco estreou em 1º lugar na parada de álbuns da Billboard e vendeu mais de 03 milhões de cópias, gerando os singles das canções "Grind", "Heaven Beside You", "Again" e "Over Now" (esta última, referente ao acústico da MTV).

 

"Over Now"

 

Este esforço se expandiu com o som exclusivo que o ALICE IN CHAINS capturou em seu álbum de 1992, "Dirt" (3º trabalho de estúdio), incluindo guitarras pesadas, harmonias vocais arrepiantes e letras com foco em depressão, isolamento e morte.

 

Ele varia de músicas super pesadas como "Grind" e "Head Creeps", à composições épicas como "Frogs" e uma das favoritas dos fãs, "Sludge Factory", chegando até a assustadora e bela música "Over Now".

 

"Head Creeps"

 

O álbum continua a evolução da banda com mais sons acústicos, melódicos e temperamentais, que eles tocaram nos EP's "Sap" (2º trabalho de estúdio, 1992) e "Jar of Flies" (4º trabalho de estúdio, 1994), os quais são misturados com uma tonelada de dissonância e riffs super pesados do guitarrista Jerry Cantrell.

 

ALICE IN CHAINS estava em um hiato auto-imposto no final de 1994, quando o uso de heroína de Layne Staley estava consumindo a banda. Staley usou o tempo de inatividade para se juntar ao supergrupo MAD SEASON, com o guitarrista do PEARL JAM, Mike McCready, o baixista John Baker Saunders e o baterista do SCREAMING TREES, Barrett Martin. Eles lançaram um único álbum de estúdio, "Above", em março de 1995.

 

No mês seguinte, ALICE IN CHAINS começou a gravar no Bad Animals Studio em Seattle, com o produtor Toby Wright (o mesmo do EP "Jar of Flies" e que também viria a produzir a performance da banda no acústico da MTV em 1996). 

 

Mas o uso de heroína de Staley continuou durante as sessões deste disco... 

 

No livro do jornalista Greg Prato, Grunge is Dead, Jerry Cantrell disse: “Foi uma sessão realmente dolorosa porque demorou muito tempo. Foi horrível ver Layne naquela condição... No entanto, quando ele estava ciente, ele era o cara mais doce e de olhos brilhantes que você gostaria de conhecer. Estar em uma reunião com ele e vê-lo adormecer na sua frente, foi algo bastante doloroso".

 

Como resultado, Jerry Cantrell se esforçou e assumiu grande parte das composições e vocais em canções como “Heaven Beside You”, "Over Now" e “Grind” - que apresenta uma linha de abertura arrepiante nesta última, onde ele canta: “No buraco mais escuro / Você seria muito bem aconselhado / Em não planejar o meu funeral / Antes que o corpo morra".

 

"Grind"

 

A música "Heaven Beside You" aborda a separação de Cantrell com a sua namorada após 07 anos de relacionamento. Nas notas iniciais da coletânea do ALICE IN CHAINS, "Music Bank" (1999), Cantrell disse que esta canção é "outra tentativa de reconciliar o fato de que a minha vida e os meus caminhos estão me separando da pessoa que amo".

 

"Heaven Beside You"

 

ALICE IN CHAINS nunca fez uma turnê completa por trás deste álbum homônimo. Eles se apresentaram no acústico da MTV em abril de 1996 e abriram 04 shows para o KISS naquele verão, antes de Staley sofrer uma overdose de heroína. Ele se recuperou, mas a banda foi novamente forçada a fazer uma pausa.

 

Infelizmente, Staley desbravou uma luta em particular com o vício de heroína pelo resto da vida, até falecer em 2002.

 

O grupo recebeu indicações ao Grammy em 1996 e 1997 pelas músicas "Grind" e "Again", mas perdeu as duas vezes, respectivamente, para as canções "Spin The Black Circle" (PEARL JAM) e "Bullet With Butterfly Wings" (SMASHING PUMPKINS). A banda também foi nomeada em 1996 no MTV Video Music Awards para Melhor Vídeo de Hard Rock pela música "Again", perdendo para o videoclipe do METALLICA com a canção "While it Sleeps".

 

"Again"

 

Este álbum auto-intitulado do ALICE IN CHAINS é um trabalho sombrio e pesado que capturou o som grunge do grupo de meados dos anos 90 e passou a influenciar uma geração de fãs e músicos. O disco marcou o fim de uma era e é o último álbum que apresenta a voz única e poderosa de Layne Staley.

 

Demoraria 14 anos para que os fãs conseguissem escutar um novo álbum do ALICE IN CHAINS. A banda lançaria o ótimo disco de retorno em 2009, "Black Gives Way to Blue" (6º trabalho de estúdio), com o novo vocalista, William DuVall.

 

Track-list:

 

1. Grind

2. Brush Away

3. Sludge Factory

4. Heaven Beside You

5. Head Creeps

6. Again

7. Shame in You

8. God Am

9. So Close

10. Nothin' Song

11. Frogs

12. Over Now

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Social Icon
Mais Recentes

Pearl Jam: a música "River Cross" é em homenagem a Chris Cornell?

February 25, 2020

1/5
Please reload

Destaques
Please reload

2016 by RockInTheHead