• by Brunelson

Rage Against The Machine: baterista quase entrou no Pearl Jam


O baterista do RAGE AGAINST THE MACHINE, AUDIOSLAVE e PROPHETS OF RAGE, Brad Wilk, revelou que fez testes de audições para ser o baterista do PEARL JAM em 1991, conforme entrevista concedida para o site Let There Be Talk.


“Eles estavam indo para a Inglaterra mixar o 1º álbum de estúdio deles, 'Ten' (1991), quando recebi uma ligação de Eddie Vedder (vocalista do PEARL JAM): 'Acabamos de perder o nosso baterista e eu adoraria que você viesse e conhecesse todo mundo. Eu vou mandar para você uma fita com as músicas, ok?'"


"Eu estava me cagando nas calças, porque eu nunca tinha saído para fora do meu país, sabe? Eu tinha que fazer o meu passaporte, comecei a escutar as músicas, era muito jovem na época e pensei que esta seria a minha oportunidade, que havia chegado a minha hora".


"Eu fui para a Europa e chegamos a tocar juntos. Eddie e eu já nos conhecíamos de outros tempos e estávamos nos encontrando novamente na Europa, mas para os outros membros da banda eu era apenas o cara novo chegando...”


“O baterista original que gravou o disco 'Ten' estava tendo problemas com drogas, então eles precisavam de um novo baterista. Então, isso aconteceu logo depois que ele saiu da banda e o álbum ainda não estava mixado. O grupo estava numa casa na zona rural da Inglaterra mixando o disco, enquanto que eu era muito jovem e eles já eram contratados pela Sony/Epic Records na época".


"Resumindo, eu fui lá e simplesmente não deu 'liga' musicalmente, principalmente com Jeff, que é um baixista e um cara incrível, mas esse é um caso clássico numa banda, tipo, não importa o quão bom você seja, a química tem que rolar entre baixo e bateria, certo? Apenas não estava dando 'liga' e eu queria estar enganado quanto a isso, porque eu só queria estar em uma banda com o meu velho amigo e aquela era uma oportunidade incrível!"


"Mas não deu certo e me lembro de ter deixado a Europa com o rabo entre as pernas... Porra, havia perdido a minha oportunidade".


"Eu fiquei lá com eles por cerca de 01 semana, ensaiando e tocando as músicas. Algumas delas eu achava realmente incríveis canções, mas algumas coisas não é para acontecer, sabe? Por qualquer motivo, é assim que acontece... Talvez não foi exatamente a 'liga' que não deu certo, quem sabe foi por qualquer outra razão, mas eu não era o cara certo para eles”.

  • Facebook Social Icon
Mais Recentes
Destaques

2016 by RockInTheHead