• by Brunelson

Beastie Boys: "foi difícil seguir em frente com a morte de MCA"


Mike D, vocalista/baterista do BEASTIE BOYS (foto acima), foi recentemente entrevistado pelo site Vulture.


Seguem alguns trechos:


"Eu fico desconfiado quando alguém me diz: 'Você tem que ouvir essa banda! Eles são como vocês!' Geralmente, não termina bem, sabe? Quando nos apresentaram o CYPRESS HILL, me lembro que foi o melhor cenário possível para nós, mas eu espero que nunca venham nos comparar com a banda 311, por exemplo. Não que isso já tenha acontecido, mas o meu medo seria se alguém agisse dessa forma, comparando o 311 com o BEASTIE BOYS. Eu sei que várias pessoas gostam deles e tenho certeza que eles são pessoas legais, mas a música deles não faz o meu tipo".


Ele também falou sobre a mudança de vida com a morte de Adam "MCA" Yauch, vocalista/baixista da banda e que faleceu em 2012 vítima do câncer. Com a morte de MCA, o BEASTIE BOYS encerrou as suas atividades.


“Demorou um pouco para aceitar isso, sabe? A morte de Yauch foi tão trágica em muitos níveis, que levou um profundo período de luto para então poder começar a descobrir o que eu queria fazer na vida".


"Eu gosto de fazer programas de rádio porque ele substitui o processo que tivemos como uma banda em relação a geração de idéias, onde tocávamos as nossas novas composições uns para os outros. Agora, eu faço isso com os convidados do meu programa, sabe? Na verdade, também sou produtor e quando eu trabalho nos discos de outras pessoas, sempre pergunto: 'O que você está ouvindo no momento?' É sempre o meu ponto de partida, então, são essas coisas que iriam acontecer na banda se ainda estivéssemos em atividade, mas que acontecem desse jeito agora".


"Eu também percebi que aprecio quando as pessoas me abordam sobre algo que aparece fora da minha zona de conforto. Seja para organizar um show de arte musical, visual ou até trabalhar em uma lista de vinhos para um restaurante. Estou interessado em tentar fazer coisas que sinto que não há 'business' no meio, porque era desse jeito que trabalhávamos no BEASTIE BOYS, sabe? Nós não estávamos com medo de tentar fazer merda".


Ele também falou sobre o tipo de música que os seus filhos ouvem.


“Fiquei interessado nas diferentes fases da música que os meus filhos participaram, desde o rap comercial até o núcleo cru em que cresci, bandas como BLACK FLAG e BAD BRAINS. E então, eles chegaram nos clássicos, como SLAYER, BLACK SABBATH e LED ZEPPELIN. Fiquei me perguntando por que toda essa música ainda não foi totalmente substituída com o passar do tempo? É incrível o seu poder..."


"Estava sendo estranho para mim que eu não estava ouvindo as bandas que os meus filhos relataram que eu não poderia abraçar, mas quando eles acertaram com os grupos citados acima, eu pensei, tipo: 'Finalmente'"!


Adam Horovitz (vocalista/guitarrista) complementa a banda e o BEASTIE BOYS, quiçá, é a maior banda de rap de todos os tempos, sendo o 1º grupo de rap a ganhar um Grammy lá nos anos 80 ainda (detalhe, os 03 membros da banda são brancos), com outros álbuns de sua discografia também levando o Grammy, ou então, pelo menos sendo indicados ao prêmio.


De 08 álbuns de estúdio que a banda lançou, 05 alcançaram o 1º lugar, 02 chegaram ao 10º lugar e 01 ficou em 15º lugar no ranking da Billboard, ou seja, todos entraram para a famosa lista e foram muito bem ranqueados por sinal! Emplacaram um histórico invejável, feito que poucas bandas contemporâneas da época do BEASTIE BOYS (se é que exista alguma) conseguiram se igualar ao mesmo nível.


BEASTIE BOYS influenciou bandas como BECK, CHICO SCIENCE & NAÇÃO ZUMBI e grupos do gênero rap e rapcore no mundo inteiro!


Lançado no final de 1986, o 1º álbum de estúdio, "Licensed to I'll", foi um sucesso gigantesco, ganhando o Grammy e se tornando no disco de rap mais vendido da década de 80 - o 1º álbum de rap a ser o nº 01 no ranking da Billboard! Este disco já vendeu mais de 05 milhões de cópias.


O 2º álbum, "Paul's Boutique" (1989), foi considerado pela revista Rolling Stone como: "A versão hip hop do disco 'The Dark Side of The Moon', do PINK FLOYD". Este disco já vendeu mais de 01 milhão de cópias.


O 3º álbum, "Check Your Head" (1992), ganhou o disco de Platina Duplo e foi indicado ao Grammy.


O fenômeno 4º álbum, "I'll Communication" (1994), alcançou o 1º lugar no ranking da Billboard e também foi indicado ao Grammy.


Lançado em 1998, surpreendentemente o 5º disco, "Hello Nasty", foi direto para as 1ª posições nos EUA, Reino Unido, Alemanha, Austrália, Holanda, Nova Zelândia e Suécia, sendo 2º lugar no Canadá e Japão. A banda ganhou 02 prêmios Grammy por esse álbum e foi a 1ª e única vez que um grupo ganhou prêmios na mesma noite, tanto para categorias de rap como para categorias de música alternativa.


Lançado em 2004, o 6º álbum de estúdio, "To The 5 Boroughs", simplesmente ficou em 1º lugar no ranking da Billboard, em 2º no Reino Unido e Austrália, e 3º na Alemanha. Conhecida por ser uma banda de rap, somente nesse disco (e único) o grupo gravou 100% as músicas rap e recebeu 02 indicações ao Grammy.


Lançado em 2007, o 7º álbum, "The Mix Up", ganhou o Grammy daquele ano - lembrando que esse disco é todo instrumental...


O último disco lançado pelo BEASTIE BOYS, "Hot Sauce Committee Part 2" (2011), simplesmente foi 1º lugar no ranking da Billboard, 3º no Canadá, Alemanha e Suíça, e chegando ao 9º lugar no Reino Unido. Ele também foi indicado ao Grammy.


Outro diferencial é que a parte instrumental é toda feita a base de guitarra, baixo e bateria - claro, com teclados, percussões, instrumentos exóticos, grandes peculiaridades sonoras e DJ acompanhando.


Confira o vídeo clipe da clássica música "Sabotage", lançada no 4º disco em 1994, "I'll Communication":

  • Facebook Social Icon
Mais Recentes
Destaques

2016 by RockInTheHead