Smashing Pumpkins: Corgan reage a "pergunta mórbida" sobre Chris, Chester e Tom Petty

October 21, 2017

 

O frontman do SMASHING PUMPKINS, Billy Corgan, foi perguntado sobre as mortes de Tom Petty, Chris Cornell e de Chester Bennington em uma nova entrevista para a revista Spin.

 

Jornalista: Neste ano perdemos Tom Petty, Chester Bennington e Chris Cornell, sendo que 02 deles estavam compartilhando o espaço aéreo da MTV junto com o SMASHING PUMPKINS no seu auge. Algum deles fez você pensar mais sobre a sua própria mortalidade?

 

Billy Corgan: Você está me fazendo uma pergunta mórbida?

 

 

Jornalista: Sim, estou lhe fazendo uma pergunta mórbida e também se você já pensou sobre o que o seu obituário irá dizer depois que tudo for dito e estiver acabado.

 

Corgan: Eu não ligo para essa merda, cara. Isso mais parece uma conversa de bar e sabe o que eu quero dizer? Que essa conversa de bar que não vai dar em lugar nenhum... Eu lhe darei exatamente a resposta oposta da pergunta que você está me fazendo. Para mim, a vida é sobre estar no presente e essa é a melhor lição que já aprendi, sabe? É apenas estar no presente... Seja feliz hoje e aproveite a sua vida no presente. Por todos os dias seja grato e desejei isso durante os melhores momentos da minha vida, onde pessoalmente e musicalmente eu fiquei mais agradecido. Em contra partida, olhando para o passado eu queria ter sido mais gentil com as pessoas que me rodeavam e gostaria de ter agradecido mais ao meu público. Eu olhava para trás e pensava: "Como eu não consigo apreciar todos os presentes e as coisas mágicas que aconteceram na minha vida?"

 

Corgan: Porque eu não conseguia estar no presente, sempre estava no passado ou no futuro, pensando: "Eu tenho que chegar em algum lugar ou eu tenho que me afastar de algum lugar". E cheguei a um ponto agora onde estou bem, onde o lugar que estou é muito legal. Tenho orgulho de mim mesmo e não tenho nenhum problema em falar dos meus erros no passado, certo? Está tudo bem agora.

 

Corgan também comentou sobre a possível reunião com os membros originais do SMASHING PUMPKINS:

 

"Muitas insinuações e muitos questionamentos no ar, mas eu estou no escuro aguardando tanto quanto qualquer um. Uma vez que a porta está reaberta como sendo uma possibilidade - onde não existia uma possibilidade por 15, 16 anos - você agora clica na próxima parte que é: ‘Será mesmo viável? Será uma coisa prática? Todos estão interessados?’ Houve muito uso de energia nisso, mas eu permaneço fora dessa questão. Peço para as pessoas tentarem descobrir, porque eu estou mais concentrado em meus relacionamentos pessoais com os membros originais da banda”.

 

“Tudo o que eu disse em termos de negócios é, se voltarmos a tocar juntos, quero que seja uma coisa realmente feliz e divertida... Duvido que possamos voltar para o que costumava ser no passado, onde ficávamos juntos em tempo integral, sabe? Eu acho que nos 10 ou 12 anos que passamos juntos naquele nível, a maior parte do tempo que ficamos separados uns dos outros foi num período de 02 semanas somente. Trabalhávamos sem parar como pessoas loucas e obviamente não acho que seria o caso agora. Se houver alguma forma de sermos criativos de novo, na medida em que estivermos gravando, compondo e reconceitualizando certas coisas sobre o que a banda poderia ser no século XXI, eu estaria muito interessado nisso, com certeza".

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Social Icon
Mais Recentes

Chris Cornell: radialista Howard Stern publica vídeo inédito com performance da música "Imagine"

November 20, 2019

1/5
Please reload

Destaques
Please reload

2016 by RockInTheHead