top of page
  • by Brunelson

Jerry Cantrell: escolhendo o melhor guitarrista do grunge


A década de 90 abençoou o mundo com uma nova onda de guitarristas, que seriam os herdeiros dos grandes nomes do passado que levaram o instrumento numa direção muito mais pesada e pulsante do que antes.

Notoriamente, muitos deles vieram do noroeste do Pacífico dos EUA, a chamada cena grunge. Juntos, eles inspiraram uma geração de músicos e isso provou ser um ponto de virada para a música de guitarras, colocando-a num rumo diferente.


E embora existam muitos músicos influentes dessa época, um dos melhores e mais distintos é o guitarrista Jerry Cantrell do ALICE IN CHAINS.

Junto com o falecido vocalista da banda, Layne Staley, Cantrell formou uma das parcerias mais potentes de sua época, que deu ao mundo músicas clássicas como "Man in The Box" e "Would", onde eles atingiram o pico com o lançamento do álbum "Dirt" em 1992 (3º trabalho de estúdio). Um disco magistral por muitas razões, é carregado pelo poder dos vocais de Staley, pelo lirismo sombrio de Cantrell e por sua incrível forma de tocar guitarra, que varia de abrasadora em canções como “Them Bones” a emotiva na música “Down in a Hole”.


Como Jerry Cantrell é uma força na guitarra moderna, ele foi questionado inúmeras vezes para nomear os seus heróis do instrumento e como qualquer músico que se preze, geralmente a lista é longa, que incluiu Jimi Hendrix e Eddie Van Halen. Em sua época, Cantrell também era solicitado a escolher os melhores guitarristas de Seattle no auge do grunge, um tema controverso para qualquer um e também para alguém que estava no coração desse movimento.

Ao ser entrevistado pela revista Guitar World em 2021, Cantrell foi novamente questionado sobre os melhores guitarristas do grunge. Ele até foi pressionado a nomear quem ele achava que era o melhor da cena e em resposta, escolheu Kim Thayil do SOUNDGARDEN.


“É difícil dizer, porque todo são tão únicos, sabe?”, disse Cantrell. “Kim Thayil é louco na guitarra. Ele tem um estilo maluco que é único por si só. É uma mistura de estilos diferentes e meio fora de controle, mas ele toca bem no limite das coisas e consegue voltar depois... Sempre admirei o seu jeito de tocar”.

Mencionando também Stone Gossard do PEARL JAM e Kurt Cobain do NIRVANA como outros candidatos, ele concluiu: “Eu sempre gostei do estilo de Stone Gossard também. Ele é super punk na guitarra, mas também muito melódico e baseado em algum tipo de rock clássico e hard rock, através de riffs baseados em blues e outras coisas. Kurt Cobain era como um cruzamento entre o punk rock e música popular. O seu estilo tinha muita ferocidade e ele escreveu coisas simples e super memoráveis”.

No entanto, há apenas um merecedor da coroa para Cantrell: “Não sei… Se eu tivesse que escolher um, seria Kim Thayil do SOUNDGARDEN”.











Yorumlar


Mais Recentes
Destaques
bottom of page