• by Brunelson

Eric Kretz: baterista do Stone Temple Pilots fala da transição do 1º ao 3º álbum de estúdio


Já se passaram 25 anos desde que o STONE TEMPLE PILOTS lançou o seu 3º álbum de estúdio, "Tiny Music... Songs From The Vatican Gift Shop" (1996), e como já anunciamos, para julho de 2021 esse disco será relançado com vários bônus.


* Stone Temple Pilots: banda irá relançar o disco "Tiny Music... Songs From The Vatican Gift Shop"


* Stone Temple Pilots: confirmado box de relançamento do disco "Tiny Music..."


* Stone Temple Pilots: virá 01 canção inédita no box de relançamento do disco "Tiny Music..."

* Stone Temple Pilots: "queríamos entrar em águas desconhecidas e experimentais", sobre o 3º disco

* Stone Temple Pilots: resenha do álbum "Tiny Music... Songs From The Vatican Gift Shop"

Em um desses bônus, virá a apresentação na íntegra de um show realizado em 1997 nos EUA e que foi transmitido na época pela MTV.

“Foi uma época muito divertida, porque foi para as férias de primavera da MTV”, lembrou o baterista Eric Kretz sobre este show em recente entrevista para a revista Spin. “Isso foi quando a MTV meio que dirigia o mundo no que diz respeito à música. Não apenas reproduzia vídeos, mas eles estavam divulgando bandas, influenciando estações de rádio sobre o que tocar e dando às bandas a oportunidade de estar em turnê. Isso foi logo antes de nossa turnê recomeçar, então, nós fizemos aquele show para as férias da primavera. Eu lembro que o público foi realmente ótimo e a MTV fez um ótimo trabalho de filmagem e gravação. Captura um grande momento no tempo e tanto o áudio quanto o visual são realmente lindos”.

Só lembrando que os 05 primeiros álbuns de estúdio do STONE TEMPLE PILOTS foram produzidos por Brendan O'Brien (PEARL JAM, RAGE AGAINST THE MACHINE, AUDIOSLAVE e etc...)


Confira alguns trechos dessa entrevista que o baterista do STONE TEMPLE PILOTS realizou para revista Spin:


* Stone Temple Pilots: baterista comenta sobre a gravação do álbum "Tiny Music..."

Jornalista: Hoje em dia, o disco "Tiny Music..." é visto como um clássico, mas foi musicalmente muito controverso quando lançado. O que havia naquele álbum que o fazia soar tão diferente em comparação com os dois primeiros?

Eric Kretz: É meio estranho... O nosso 1º álbum, "Core" (1992), era basicamente todas as músicas que tínhamos na época e havíamos acabado de conhecer o produtor Brendan O’Brien para gravar esse álbum. Depois, nós gravamos o nosso 2º álbum, "Purple" (1994), e definitivamente queríamos utilizar o estúdio muito mais do que foi no 1º disco, porque tínhamos aprendido muitas técnicas excelentes com Brendan O'Brien. Aprendendo essas técnicas, pudemos mergulhar em nossos discos favoritos e tentar mais coisas para a nossa gravação.

Kretz: Então, gravando o disco "Purple" foi um pouco mais como um álbum de experimentação de estúdio e isso abriu as portas para gravarmos o álbum "Tiny Music..."

Jornalista: Você, Robert (baixista) e Dean (guitarrista), passaram por muita coisa juntos nos últimos 30 anos. Como é pensar no início dessa amizade?

Kretz: Eu conheço esses caras melhor do que muitos outros membros da minha própria família porque passamos muitos anos juntos. Me lembro dos primeiros dias quando eu morava em Long Beach, Robert também morava em Long Beach e Scott Weiland (falecido vocalista original) morava em Huntington Beach, então, quando começamos a fazer shows e sessões de composição juntos, tudo era feito em Long Beach. Isso foi há tanto tempo que realmente parece um outro mundo quando éramos tão crianças e animados para agarrar o mundo com as 02 mãos. Tínhamos a nossa música e só precisávamos divulgá-la, foi quando as estrelas se alinharam para nos conseguir um contrato de gravação. De alguma forma, teve sucesso suficiente para que juntos pudéssemos tocar música em todo o mundo e continuar a lançar discos realmente ótimos.

Jornalista: Quando você vai fazer um show ou festival hoje em dia, é estranho ver partes da multidão formadas por crianças que nem tinham nascido quando os primeiros álbuns do STONE TEMPLE PILOTS foram lançados?

Kretz: Isso faz parte da beleza da música... Quero dizer, podemos ser considerados rock clássico neste momento, certo? Me lembro de ver um monte de crianças skatistas em Los Angeles com camisas de David Bowie há uns 10 anos atrás - quando retornamos do nosso hiato junto com Scott Weiland - e eu apenas balançava a cabeça e dizia: "Tudo bem, cara, espero que eles estejam realmente ouvindo a música de David Bowie e não apenas vestindo essas camisas porque acham legal”. Agora, é a mesma coisa com a nossa geração de música. Conforme as turnês acontecem, vai desde garotos em idade universitária se esmagando na frente da multidão, até um público um pouco mais velho e então, você começa a ver alguns adolescentes novamente juntos com os mais velhos. É algo que você realmente percebe e dá as boas-vindas, porque você realmente quer que as crianças amem a música tanto quanto os pais a amaram. Você quer que eles obtenham com isso o que a banda e o público obtiveram desde o início - seja nos anos 70, 80 ou 90. Espero que possamos todos voltar aos shows em breve quando essa pandemia passar, para que possamos começar a ver a geração mais jovem aparecendo novamente junto com a geração mais velha nos shows.


Confira a performance do STONE TEMPLE PILOTS realizada neste mesmo show promovido pela MTV em 1997, apresentando um dos singles do álbum "Tiny Music... Songs From The Vatican Gift Shop", a música "Lady Picture Show":


  • Facebook Social Icon
Mais Recentes
Destaques