top of page
  • by Brunelson

Courtney Love: "Kurt Cobain não deixava eu escutar a música 'Jeremy' do Pearl Jam na minha gravidez"


Durante a sua recente aparição no podcast de Rob Harvilla, chamado "60 Músicas Que Explicam os Anos 90 (traduzindo)", Courtney Love revelou uma história sobre uma música do PEARL JAM que ela foi proibida de ouvir por Kurt Cobain, enquanto estava grávida da filha deles, Frances Bean Cobain.


Love observou que a canção em questão era "Jeremy" (1º disco, "Ten", 1991), uma música que ela admirava profundamente e ainda admira até hoje. Foi durante a gravidez dela que Cobain impôs essa proibição, desaprovando a afeição de Courtney pela canção.

No entanto, isso não afetou o seu amor pela música.

Uma vez, Love teve a oportunidade de fazer um cover desta canção numa apresentação em Seattle. Ela lembrou como experimentou uma profunda conexão espiritual durante essa versão única, descrevendo-a como um momento de catarse em sua vida.

Seguem alguns trechos:

"Quando eu estava grávida de Frances, fui proibida de ouvir a música 'Jeremy' do PEARL JAM. Eu adorava esta canção, mas Kurt me disse: 'Você não pode escutar'. Eu adorava e ainda amo a música 'Jeremy' e uma vez eu finalmente tirei isso de dentro de mim. Eu fiz um cover dela uma vez. Foi em Seattle e isso tem disponível no youtube. Eu assisto e tenho uma experiência alucinatória espiritual completa cantando 'Jeremy' na frente de 75 pessoas".

Ela continuou: "Eu ainda assisto no youtube e pra mim não é como: 'Oh, você não pode dizer a Kurt que teve essa experiência', mas eu me lembro dele falando isso. Sabe, às vezes procuro Kurt lá no alto do Space Needle..."


"Enquanto canto no vídeo é uma catarse completa pra mim. Me desculpe, você não pode ver isso em mim no youtube, mas foi sim. Eu nunca vou esquecer de quando estávamos nos preparando para esse cover. Eu falava: 'Temos que tocar o cover de 'Jeremy'. Estamos aprendendo a música 'Jeremy'. Vamos tocar 'Jeremy'. Só tocaremos 01 vez aqui em Seattle e vou resolver essa dor', o que, aliás, nunca acontece, a não ser em pequenos passos".

Quando o apresentador do podcast perguntou por que Kurt Cobain nessa época odiava tanto o PEARL JAM e essa música, Love respondeu:

“Não estou aqui para bater na carne dele, mas você tem que estar, sei disso. Essa é a carne dele e eu não quero falar sobre isso”.

Ela também foi questionada sobre a antipatia de Cobain pelo PEARL JAM e sua música durante um período no início dos anos 90, apesar de sabermos que na cerimônia do MTV Video Music Awards de 1992, Cobain e o vocalista Eddie Vedder foram filmados dançando juntos nos bastidores do evento, selando publicamente uma harmonia entre eles. O mesmo aconteceria em futuras entrevistas de Cobain, já admitindo uma certa afeição ao PEARL JAM.

No entanto, Love optou por manter a confidencialidade do seu falecido marido e além disso, afirmou que era um problema pessoal dele e ela não queria mais conversar sobre isso.


Como curiosidade, no acústico do NIRVANA na MTV em 1993, antes da banda tocar a última música do show, o público começa a fazer solicitações de músicas para eles tocarem, sendo que o baixista do NIRVANA, Krist Novoselic, fala em tom de brincadeira para eles tocarem a música "Jeremy".









"Jeremy"


Comments


Mais Recentes
Destaques
bottom of page