• by Brunelson

The Kinks: relembrando imagens raras de show em Paris no ano de 1965


Abrimos os cofres para relembrar uma das performances marcantes do grupo THE KINKS. Uma das bandas lendárias da invasão britânica dos anos 60, THE KINKS é considerado um dos grupos mais influentes de todos os tempos.


Quer a maioria das bandas saiba disso ou não, a marca THE KINKS é sentida em praticamente todos os gêneros que possuem uma guitarra. Portanto, faça uma viagem de volta conosco a 1965 e observe essa impressão sendo cuidadosamente detalhada em um show na cidade de Paris.


Antes de prosseguir, vamos esclarecer uma coisa. THE KINKS, quer você ame, odeie ou nunca tenha ouvido falar deles, continua sendo uma das bandas mais influentes dos anos 60 e 70. O seu ouvido para um ritmo e sensibilidade melódicas, sempre fizeram das suas composições chamados atrativos para o público. Esse fato é inegável, mas se você queria alguma prova, aqui está o vocalista/guitarrista do PIXIES, Frank Black.


Ele disse: “Eu nunca copiei Ray Davies (vocalista/guitarrista) ou o THE KINKS, mas uma e outra vez eu ouço uma das minhas próprias canções e declaro: 'Caramba, lá está de novo, a marca inconfundível do THE KINKS...' É o resultado de tê-los ouvido diariamente dos 14 aos 18 anos de idade. Há mais músicas fabulosas que não são incluídas nas coletâneas, mas as principais canções ainda batem para sempre e suavemente em meu cérebro. Eles nunca irão embora e sou um orgulhoso servo deles”.


Então, com a influência da banda sendo estabelecida, vamos agora olhar para trás, para o início do grupo.


Chegando à cena para fazer a sua estréia em 1964, os irmãos Ray e Dave Davies (guitarrista) conduziram a sua banda através da montagem usual do blues em que os grupos da época se encontravam. Mas enquanto os ROLLING STONES e os BEATLES acharam o gênero um tanto fácil para manipular, THE KINKS achou um pouco mais difícil. Eles não eram tão naturais em interpretar o som e a alma do gênero como os megastars mencionados anteriormente.


THE KINKS acabaria se afastando do som típico do blues quando começou a se tornar aparente que os irmãos Davies eram compositores muito melhores, em vez de ficarem confinados a um estilo. No entanto, antes que isso acontecesse, THE KINKS ainda era capaz de fazer um show de rock and roll e a apresentação que separamos abaixo é um exemplo perfeito disso.


Se você é moleque novo e estava procurando por suas novas obsessões favoritas, aqui está o THE KINKS.


A banda abre com a canção "Bye Bye Johnny B. Goode", um número adequadamente saltitante com a multidão fornecendo evidências desse fato quando começam a dançar e se movimentar.


Conforme a música acalma, eles dão início a um de seus icônicos lançamentos com uma resposta arrebatadora da música "Louie Louie". Então, todo o evento esquenta ainda mais quando o grupo inicia os acordes de abertura da clássica canção, "You Really Got Me", e o local explode.


A filmagem é uma cápsula do tempo perfeita. Não apenas captura a reação febril que bandas como ROLLING STONES, BEATLES, THE WHO e THE KINKS recebiam nos shows - e não apenas mostra o quanto aquelas multidões amavam o rock and roll - mas mostra o poder que o THE KINKS estava prestes a liberar no mundo musical.


Quer você se concentre na seção rítmica mais compacta do baterista Mick Avory e do baixista Pete Quaife, na composição épica de Ray Davies ou na pungência da performance da guitarra de Dave, você logo descobrirá que o THE KINKS foi uma das bandas mais emocionantes dos anos 60.


O grupo ainda está em atividade e já lançaram mais de 20 álbuns de estúdio (além de coletâneas e discos ao vivo), se tornando em uma das bandas que também mais influenciaram outros artistas.


Confira esta performance do THE KINKS em Paris, França, no ano de 1965:

Setlist:


1. Bye Bye Johnny B. Goode

2. Louie Louie

3. You Really Got Me

4. Got Love if You Want It

5. Long Tall Sally

6. All Day and All of The Night

7. All Aboard

  • Facebook Social Icon
Mais Recentes
Destaques

2016 by RockInTheHead