• by Brunelson

Alice in Chains: guitarrista comenta quando conheceu Layne Staley


O guitarrista, compositor e membro fundador do ALICE IN CHAINS, Jerry Cantrell, falou sobre o saudoso vocalista original de sua banda, Layne Staley, durante os seus primeiros dias juntos no grupo - em recente entrevista para o programa Gibson Icons.


Seguem alguns trechos:


“Eu conheci Layne em uma festa numa casa de alguém... Eu nunca tinha falado com ele antes, mas já tinha assistido um show da banda que ele tinha na época e me lembro da primeira vez que o ouvi cantar, pensei: 'Nossa, esse cara parece legal e ele tem uma ótima voz. Eu adoraria estar em uma banda com esse cara'".


"Acabamos nos encontrando alguns meses depois deste show, quando fui nesta festa na cidade de Tacoma (próxima de Seattle) e a banda de Layne também se apresentou nesta festa. O guitarrista da banda dele na época me conheceu e tinha me convidado para esta festa, onde acabei conhecendo Layne".


"Layne trabalhava em um local chamado The Music Bank, que era um lugar para ensaios e funcionava 24 horas por dia, 07 dias por semana e que tinha umas 40 salas de ensaio, sabe? Era incrível e uma das coisas mais legais de todos os tempos para nós. Basicamente, nós meio que nos instalamos lá e quando Layne estava trabalhando no seu turno, ele deixava as bandas entrarem para ensaiar e curtir um pouco..."


"Ele me conheceu naquela festa e nós nos demos bem logo de cara. Layne havia me dito: 'Cara, o guitarrista da minha banda estava me falando sobre a sua situação de moradia. Se você não tem onde ficar, pode vir e ficar comigo. Provavelmente posso conseguir um emprego para você lá também'. E ele conseguiu, cara".


"Então, basicamente fui morar com ele no The Music Bank, que ficava embaixo da ponte Ballard e consegui o emprego por causa de Layne. Ele trabalhava em um turno e havia quatro ou cinco de nós que dividiam turnos e meio que vivíamos no local".


"Mas não recebíamos o pagamento em dinheiro, recebíamos um quarto gratuito para morar e depois de um tempo reclamando, o cara que administrava o local começou a nos dar alguns dólares aqui e ali, mas os benefícios adicionais eram que ele comprava cigarros para nós o tempo todo e depois começamos a pedir: 'Hey, cara, precisamos comer'".


"Então, o proprietário do local começou a comprar jantares para nós e eu nunca esquecerei disso, pois ele tinha todos os nossos nomes escritos numa planilha para saber quantos jantares cada um já tinha comido. Você tinha que colocar uma observação em seu nome nesta planilha toda vez que comia uma janta e às vezes alguns de nós trapaceávamos não marcando os nossos nomes na lista”.

  • Facebook Social Icon
Mais Recentes
Destaques

2016 by RockInTheHead